TESTE GRÁTIS

Você deve pagar Imposto de Renda mensal? Entenda como funciona

Quem investe na Bolsa de Valores não está livre de pagar o Imposto de Renda, mas diferentes regras se aplicam de acordo com os critérios da Receita Federal. Saiba mais sobre o pagamento de IR mensal e evite a inadimplência!

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 21/10/2020 às 9h00

Compartilhe

Você deve pagar Imposto de Renda mensal? Entenda como funciona

Você provavelmente já sabe que Brasil está entre os países com a maior carga tributária do mundo: em 2019, o percentual chegou ao recorde de 35,17% do PIB. Além das cobranças embutidas nos bens de consumo, há outros tipos de impostos que os brasileiros devem pagar para estar em dia com o Fisco. Muitas pessoas podem, até, ter que pagar imposto de renda mensal.

O Imposto de Renda é uma das cobranças que pode confundir a cabeça do contribuinte. Várias pessoas têm dificuldade com a declaração de Imposto de Renda e acabam deixando de informar corretamente à Receita Federal sobre seus ganhos no ano fiscal. 

A situação se torna mais complicada quando o assunto é impostos sobre investimentos, tema recorrente aqui no blog da Akeloo devido à complexidade de alguns tributos e à falta de informações disponíveis em outros sites. Muita gente desconhece a existência do IR mensal e nem imagina que deve pagar a contribuição. Será que você é uma dessas pessoas?

Neste artigo, vamos abordar os seguintes tópicos:

  • a importância de declarar seus impostos
  • quem deve pagar Imposto de Renda mensalmente
  • como calcular Imposto de Renda mensal
  • o que acontece quando o IR não é pago

A importância de declarar seus impostos corretamente

Por mais que a prestação de contas com o Leão seja cercada de mitos e desperte a insegurança de alguns, a lógica por trás da contribuição não tem muito segredo: é preciso declarar rendimentos e despesas, sem esconder nada da Receita Federal. 

Afinal, o sistema de cruzamento de dados da RFB é capaz de detectar facilmente inconsistências entre a declaração e as movimentações financeiras de uma empresa ou pessoa física. Quando isso acontece, você pode ser chamado para se explicar ao Fisco, e aí sim começa a dor de cabeça. Melhor estar em dia com o IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) do que tentar ser mais esperto do que a máquina pública.

Existem estratégias para pagar menos impostos sem recorrer a práticas ilegais. Esta é a diferença entre elisão e evasão fiscal: enquanto a elisão é uma forma de planejamento tributário visando o pagamento de menos impostos, a evasão ocorre quando uma pessoa física ou jurídica age de má fé para evitar a tributação. 

O que acontece quando o IR não é pago

Quando os dados declarados pelo contribuinte não batem com as informações obtidas pela Receita Federal, a declaração fica retida e o indivíduo não recebe a restituição do Imposto de Renda. Só em 2020, mais de 900 mil brasileiros caíram na malha fina por causa de inconsistências na hora de declarar o IR. É possível corrigir eventuais erros no informe feito ao Fisco, mas mesmo com a apresentação de documentos comprobatórios, a Receita pode concluir que houve fraude ou tentativa de evasão.

Não declarar ou deixar de pagar o Imposto de Renda corretamente é uma forma de sonegação fiscal, um crime previsto na Constituição Federal e que pode levar a 5 anos de prisão. O sonegador também pode ter seu CPF pendente de regularização, o que dificulta consideravelmente qualquer movimentação financeira (abrir uma conta no banco, solicitar um empréstimo, comprar ou vender um imóvel, receber benefícios etc.).

Para quem não quer correr o risco de errar ao declarar seus rendimentos, existem algumas alternativas de investimentos isentos de Imposto de Renda. A maioria deles não é capaz de alcançar a mesma rentabilidade dos investimentos em ações, por exemplo, mas são escolhas que agradam a perfis conservadores. Vale analisar se é vantajoso diminuir os lucros para evitar a tributação ou se compensa conhecer mais sobre os impostos que incidem na bolsa e fazer aportes em renda variável sem medo de ser feliz.

Quem deve pagar Imposto de Renda mensal

Se você investe na Bolsa de Valores, é provável que tenha que pagar Imposto de Renda mensalmente. Quem opera na B3 deve sempre declarar suas ações, mesmo se só tiver tido prejuízos. Neste caso, as perdas podem até ser compensadas com a declaração, o que é um grande incentivo para regularizar sua situação tributária.

Pode ser novidade para os investidores de primeira viagem, mas algumas operações na bolsa são passíveis de tributação mensal. O Imposto de Renda sobre ações segue a alíquota estabelecida pela Receita Federal — 20% para Day Trade e Fundos de Investimento Imobiliário e 15% para o restante das ações. A cobrança de IR mensal é calculada de acordo com o valor total dos ativos vendidos.

Quem vendeu mais de R$ 20.000,00 em ações no período de um mês está sujeito à tributação. Não importa se a operação foi de lucro ou prejuízo em relação ao preço de compra; se você comprou R$ 18.000,00 em ações de Via Varejo na baixa e decidiu vender a mesma quantidade de ações por R$ 22.000,00 depois da alta, é necessário pagar o Imposto de Renda. 

Da mesma forma, vender ações por um preço mais baixo do que o valor de compra não interfere no cálculo. O imposto não se baseia nos dividendos, mas no valor total das ações vendidas por uma única pessoa física. Isso quer dizer que o mesmo CPF pode vender até R$ 20.000,00 em ativos por mês, independentemente da quantidade de ações ou da operação ser realizada por corretoras diferentes. A dica, portanto, é vender menos do que este valor e/ou deixar as próximas vendas para o mês seguinte.

Como calcular Imposto de Renda mensal

É fato que os cálculos do IR podem ser complexos, especialmente quando há alguma pendência em relação a meses anteriores. No caso de atrasos, a multa é de 0,33% por dia (podendo chegar até 20%). Há também a cobrança de juros e a possibilidade de multa de ofício, que pode chegar a 75% do valor devido. 

Como falamos anteriormente, a sonegação fiscal (seja ela intencional ou acidental) pode acarretar consequências que vão desde multas altíssimas até 5 anos de reclusão e processos administrativos.

Para evitar que tudo isso aconteça, a Akeloo desenvolveu uma solução para quem precisa calcular os impostos sobre ações sem erro. Basta preencher os dados e receber o cálculo do IR mensal e a DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais). Com apenas alguns cliques, você pode ficar sossegado em relação aos seus rendimentos tributáveis. Nunca foi tão fácil declarar e pagar seus impostos! Clique aqui e seja o primeiro a saber sobre a calculadora da Akeloo.

Conclusão

Nem todo mundo que investe na Bolsa de Valores deve pagar Imposto de Renda mensal, mas se você corresponde ao critério de cobrança do IR ou seja, se realiza operações em Day Trade ou vende mais de R$ 20.000,00 em ações por mês —, é imprescindível prestar contas à Receita Federal e pagar a tributação devida, sob o risco de ser multado e ter o CPF pendente de regularização.

A calculadora de IR mensal é uma excelente ferramenta para quem deseja estar em dia com o Fisco e não cair na malha fina. Além de ter acesso ao valor exato da tributação, já com a DARF gerada, a calculadora ajuda a visualizar os resultados de cada mês e é útil até para as momentos em que há prejuízo na venda de ações.

Estamos dispostos a te ajudar com seus impostos. Entre em contato conosco e conheça as soluções que a Akeloo tem para você.

Compartilhe