Por que ler este livro?

O objetivo do livro é ensinar o leitor a enriquecer através da mudança de conceitos sobre dinheiro e da adoção dos hábitos das pessoas bem sucedidas.

A própria trajetória pessoal do autor rumo ao sucesso, tendo saído do zero, serve como prova do funcionamento das ideias compartilhadas e embasam o propósito de sua mensagem.

O início

Após um longo período, até seus trinta anos de idade, de muita dedicação, mas poucos resultados, o autor é despertado a estudar sobre a mentalidade das pessoas ricas. Acaba por aprender que se o “modelo de dinheiro” que existe no seu subconsciente não estiver programado para o sucesso, nada que se possa aprender ou fazer terá grande importância

Conclui ainda que não é o que não sabemos que nos impede de vencer, mas sim o que já sabemos. Tudo passa por um processo de “reprogramação” da mente e desenvolvimento de novas crenças e hábitos.

A partir deste aprendizado e aplicando as ideias e conclusões de seu estudo, sua trajetória empresarial decola rapidamente tornando-o reconhecido como um “Midas” dos negócios.

O seu modelo de dinheiro

Nosso caráter, mentalidade e crenças são os determinantes de nosso sucesso. Se não estivermos interiormente preparados para a riqueza, mesmo que a consigamos, provavelmente ela não será duradoura.

Os resultados obtidos em nossas vidas são como “frutos” que revelam as nossas “raízes” e “sementes”. As coisas invisíveis são mais poderosas do que as visíveis. Nosso mundo interior cria nosso mundo exterior.

Tendemos a focar no mundo natural e negligenciamos os planos que deveríamos focar: mental, emocional e espiritual. Vivemos sob a lei da causa e efeito e o plano natural é apenas o resultado dos outros três.

A fórmula do Processo de Manifestação diz que formamos nossa realidade através dos desdobramentos de pensar levando a sentir levando a agir levando a produzir resultados (P => S => A = R). Para uma compreensão do nosso modelo de dinheiro, é preciso introduzir o conceito de programação da mente, que antecede nossos pensamentos. 

Temos uma fonte primária de condicionamento mental. Ela é formada pelas nossas experiências passadas e pela cultura, que se impõe sutilmente em nossos pensamentos. Criamos assim, desde a infância, programas de arquivos mentais que são acessados e influenciam nossa forma de pensar e consequentemente nossas decisões. Chega-se à fórmula ajustada:  P => P => S => A = R

Os maiores influenciadores do condicionamento mental são:

  1. Frases ouvidas na infância a respeito de dinheiro (ex.: o dinheiro é raiz de todo mal)
  2. Exemplos (ex.: comportamento dos pais em relação ao dinheiro)
  3. Episódios específicos: eventos marcantes têm muita influência sobre nós 

Os arquivos de riqueza

Podemos optar por maneiras de pensar que nos sejam favoráveis. A seguir, são destacadas dezessete modos de pensar que distinguem os ricos das demais pessoas.

Arquivo no.1: As pessoas ricas acreditam que criam seu destino

Para enriquecer é imperativo acreditar que se está no comando da própria vida. Pessoas de mentalidade pobre adotam uma postura vitimista, achando culpados por todos os seus problemas. 

Arquivo no.2: As pessoas ricas jogam para ganhar

Os ricos têm metas de riqueza e abundância. Pessoas de mentalidade pobre jogam para não perder e têm foco na sobrevivência e segurança. 

Arquivo no.3: As pessoas ricas assumem compromisso com a riqueza

Por mais que todos digam que gostariam de ser ricos, devido a um subconsciente que acusa a riqueza (ricos são desonestos, gananciosos, arrogantes, etc) , adotam uma postura de mediocridade e pobreza. São mensagens internas contraditórias que impedem de conseguirem o que querem por não saberem o que querem.

As pessoas ricas têm um verdadeiro comprometimento com a riqueza e dedicam-se sem restrições a este objetivo. Para elas o fracasso não é uma opção e preferem morrer tentando.

Arquivo no.4: As pessoas ricas pensam grande

Pensar grande ou pequeno é uma questão de escolha. A maioria das pessoas escolhe a segunda opção por medo do fracasso ou do sucesso. Também por se sentirem inferiores e não merecedoras. O resultado é muita gente abrindo mão de viver à altura do seu potencial. Nossa vida não diz respeito somente a nós. Diz respeito também a contribuir para a vida dos outros, à ser fiel à nossa missão e à razão de estarmos aqui. Nascemos para tornar manifesta a glória de Deus que está dentro de nós.

Arquivo no.5: As pessoas ricas focalizam oportunidades

Onde as pessoas ricas enxergam potencial de ganho e crescimento, as de mentalidade pobre enxergam potencial de perda e risco. O segundo grupo acaba tomando decisões inspiradas pelo medo. 

Arquivo no.6: As pessoas ricas admiram outras pessoas bem-sucedidas 

As pessoas de mentalidade pobre geralmente se vitimizam colocando a responsabilidade de sua situação nas pessoas ricas. Ficam ressentidas. O problema é que suas opiniões não fazem a menor diferença para os ricos, mas somente para eles mesmos. É preciso abençoar aquilo que desejamos.

Arquivo no.7: As pessoas ricas buscam a companhia de pessoas bem-sucedidas 

Pessoas bem-sucedidas buscam outras pessoas bem-sucedidas como referência para as motivar e ensinar e as de mentalidade pobre tendem a criticá-las para rebaixá-las ao seu nível.

Arquivo no.8: As pessoas ricas gostam de se promover

Não gostar de autopromoção é um dos grandes obstáculos ao sucesso. Pode ser pelo medo de fracassar, pela ideia errada de ser falta de educação ou ainda por se considerar acima da autopromoção. Mas, no mundo real, se você não “vender o seu peixe”, ninguém o fará por você.

Arquivo no.9: As pessoas ricas são maiores do que seus problemas

O caminho para a riqueza é cheio de obstáculos e aqueles que pensam pequeno evitam-nos ao máximo. O segredo para o sucesso é usar as adversidades para crescimento pessoal e se tornar maior que elas. Não importa tanto o tamanho do problema mas sim seu próprio tamanho.

Arquivo no.10: As pessoas ricas são excelentes recebedoras

Provavelmente não saber receber é a principal causa que impede alguém de atingir seu pleno potencial financeiro. Normalmente, isso acontece porque nos sentimos indignos. Damos muito mais peso aos nossos erros e fraquezas do que aos nossos acertos e virtudes. Mas ser ou não merecedor é um ponto de vista exclusivamente nosso. Recusar a receber é como “roubar” aquele que dispõe a nos dar algo.

Arquivo no.11: As pessoas ricas preferem ser remuneradas pelos seus resultados 

Não há nada errado em ter um salário estável, a não ser que ele interfira na capacidade que você possui de ganhar o que merece. Não devemos estabelecer um teto para nossos rendimentos. A vida baseada na segurança é uma vida baseada no medo. Os ricos acreditam no seu valor e na sua capacidade de agregá-lo ao mercado. 

Arquivo no.12: As pessoas ricas não limitam suas possibilidades

Os ricos funcionam baseados na abundância e procuram meios de conseguirem várias coisas que desejam ao mesmo tempo: carreira de sucesso, tempo com a família, dinheiro, etc. As pessoas de mentalidade pobre sempre optam por uma coisa ou outra.

Arquivo no.13: As pessoas ricas focalizam em seu patrimônio líquido e as de mentalidade pobre em seu rendimento mensal

A verdadeira medida da riqueza é o patrimônio líquido. Os rendimentos são muito importantes em sua construção mas, é apenas uma parte da sua equação. 

As outras três partes são poupança, investimentos e simplificação. Em geral, quanto maiores os rendimentos, mais podemos poupar e investir. A simplificação é a gestão adequada de seus custos. Muita gente tem um modelo de dinheiro em que quanto mais se ganha mais se gasta, nunca gerando aumento de seu patrimônio líquido.

Arquivo no.14: As pessoas ricas administram bem o seu dinheiro

Muitos indivíduos administram mal suas finanças porque acreditam que isso lhes tira a liberdade ou que não têm o suficiente para gerir. 

Na verdade, administrar bem o pouco dinheiro que têm é que possibilitará que tenham muito e quanto mais tiverem, maior a liberdade. Para aumentar a sua riqueza é preciso ganhar mais ou gastar menos. É uma questão de gerir prioridades. 

Arquivo no.15: As pessoas ricas põem seu dinheiro para trabalhar para elas e as de mentalidade pobre trabalham pelo seu dinheiro

O trabalho é importante e normalmente faz parte do processo de se tornar rico, mas é preciso ter consciência de que depois de consegui-lo, é preciso inverter a ordem e deixá-lo trabalhar para você. É o princípio da renda passiva que te possibilita viver da forma desejada sem necessidade de trabalhar. 

Arquivo no.16: As pessoas ricas agem apesar do medo

A ação é uma ponte do nosso mundo interior para o exterior mas, muitas pessoas ficam paralisadas pelo medo. O segredo é agir apesar do medo. Se só estamos dispostos a agir quando as coisas forem fáceis, a vida nos será difícil. 

Arquivo no.17: As pessoas ricas vivem em constante desenvolvimento

Pessoas de mentalidade pobre são fechadas ao aprendizado por acharem já saber tudo. 

O mundo é muito dinâmico e não aprender continuamente é ser deixado para trás. 

A maneira mais rápida de ficar rico é investir no seu próprio desenvolvimento e a única maneira de aprender de fato alguma coisa é vivenciando-a. Uma pessoa de sucesso sabe que a sequência correta é SER, FAZER, TER e que a principal finalidade de enriquecer é ajudá-lo a ser o seu melhor.

Palavras finais

É preciso entender que não somos nossa mente mas ela é parte de nós e pode ser treinada.

Todo o nosso mundo é reflexo do que construímos interiormente.

Se você não se considera pleno acabará confirmando essa crença e criando a realidade de que não tem o suficiente. Por outro lado, se sentindo pleno, esta crença é validada, gerando abundância pela sua raiz de plenitude.

Nossa razão para enriquecer é crucial e a marca da verdadeira riqueza é determinada por quanto somos capazes de dar.

P.S. –  Este material tem o objetivo de apresentar as principais ideias e mensagens do livro de forma resumida. A obra original apresenta uma série de exercícios práticos para auxiliar o leitor na assimilação de seu conteúdo e, cuja realização, o autor considera imprescindível para efetividade dos resultados propostos.