Tributação Progressiva

No momento em que você resgatar o plano, a tributação incide de acordo com a escolha do regime. Ela pode ser progressiva ou regressiva. O contribuinte paga o IR independente se escolher sacar de uma só vez ou se receber um valor mensal ao longo dos anos.

Na tabela progressiva, as alíquotas variam conforme o valor recebido e são definidas com base na renda total do investidor, incluindo também outras fontes como aposentadoria do INSS ou ganhos provenientes do aluguel de imóveis, por exemplo.

Tabela Progressiva – Previdência

Prazo Alíquota (%) Dedução
Até R$ 1.903,98 Isento R$ 0,00
De R$ 1.903,98 a R$ 2.826,65 7,5% R$ 142,80
De R$ 2.826,65 a R$ 3.751,05 15% R$ 354,80
De R$ 3.751,05 a R$ 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% R$ 869,36

Rendimentos

O contribuinte que tiver feito algum resgate em 2020 ou estiver fazendo uso dos benefícios deve informar os valores já de acordo com a tabela de tributação escolhida.

Declarando de acordo com a tabela progressiva

  1. Declare os rendimentos brutos e o IR retido na fonte na ficha Rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica.
  2. Informe o nome e CNPJ da fonte pagadora.

Continuar a jornada:

PGBL vs. VGBL

Saiba como declarar Previdência Privada das duas categorias.

Tributação Regressiva

Tabela de tributação regressiva que incide sobre seus ganhos.

Não sabe como declarar seu IR na Bolsa?

Conheça a Akeloo