Debêntures comuns

O IR sobre rendimentos de Debêntures Comuns é pago automaticamente no momento do resgate do capital investido. Assim como nos investimentos anteriores, a corretora ou banco que possui a custódia do título fica encarregada de recolher o imposto e repassá-lo aos cofres públicos. Como acontece a cobrança? Também segue como base a tabela regressiva.

Declarando debêntures comuns no Imposto de Renda

  1. Acesse “Bens e Direitos”, selecione o código “45 – Aplicação de renda fixa” e clique em “novo”
  2. Informe o saldo dos investimentos entre 31/12/2019 e 31/12/2020
  3. Preencha a página com o CNPJ da instituição financeira responsável pelo título. Na parte de discriminação, informe o nome do emissor
  4. Os valores dos rendimentos provenientes do investimento em debêntures devem constar na aba “Rendimentos sujeitos à tributação exclusiva/definitiva”, no código “06 – Rendimentos de aplicações financeiras”

Etapa 1 – Bens e Direitos

Continuar a jornada:

Tabela regressiva

Consulte a alíquota de cada prazo de investimento.

Não sofrem tributação

Saiba quais investimentos não são tributados.

Tesouro Direto

Saiba como declarar seus investimentos no Tesouro Direto.

CDB, RDB e LCs

Saiba como declarar seus investimentos em CDB, RDB e LCs.

Debêntures incentivadas

Saiba como declarar debêntures incentivadas.

Poupança, LCI, LCA e CRA

Saiba como declarar Poupança, LCI, LCA, CRI e CRA.

Não sabe como declarar seu IR na Bolsa?

Conheça a Akeloo