Tradicionalmente, a negociação de criptomoedas requer o uso de uma troca centralizada. Neste caso, as corretoras (CEXs – Centralized Exchanges) combinam as ofertas de compra e venda de criptomoedas de seu Book de Ofertas. São assim, semelhantes às bolsas de valores.

Porém, há várias desvantagens associadas às trocas tradicionais e centralizadas. Primeiramente, essas plataformas são de propriedade privada. Isso significa que existe um terceiro com seus próprios motivos e prioridades controlando cada transação feita. Como resultado, essas empresas supervisionam cada transação e coletam e mantêm dados e detalhes sobre todos os seus clientes. Este é um desafio direto ao pilar do anonimato das criptomoedas.

Além disso, e talvez mais preocupante, as transações realizadas em exchanges centralizadas são de custódia – o que significa que a plataforma mantém o ativo que está sendo negociado. O risco para o usuário passa a ser tanto da idoneidade da corretora, quanto à sua capacidade de se proteger de ataques hackers.

Já as DEXs – exchanges descentralizadas – abordam essas duas questões oferecendo anonimato e transações sem custódia. Isso significa que o ativo real que está sendo negociado nunca passa pelas mãos de um intermediário. Nesse modelo, os próprios integrantes do ecossistema provêm a liquidez necessária para seu funcionamento, recebendo em troca um percentual sobre as taxas das transações. É algo bastante inovador e visto por muitos como vital para o desenvolvimento das criptomoedas.

De qualquer forma, ainda há muito a ser feito no desenvolvimento das Dexs. Como os protocolos ainda estão em sua infância, ainda há muita fricção na usabilidade, baixos volumes de negociação e constante necessidade de aperfeiçoamento contra ataques de hackers. Por fim, mesmo com o crescimento inevitável do ecossistema, sempre haverá o desafio da crescente regulação pois, em geral, os reguladores já demonstraram não abrir mão da supervisão e controle que detêm nas rivais centralizadas.

Dica da Akeloo: Muitas vezes o cálculo e apuração dos resultados para o Imposto de Renda sobre criptomoedas pode se tornar uma tarefa complexa e trabalhosa. Para ajudar nesse processo, a Akeloo oferece uma Calculadora de Imposto de Renda sobre operações de criptomoedas , que calcula de forma automatizada todos os valores que precisam ser preenchidos na declaração anual, além de calcular e gerar os DARF’s que precisam ser pagos. Clique aqui e saiba mais.

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.