Calculadora de IR em Bolsa
CALCULADORA DE IR
Início » Renda Variável » O que é e como funciona a venda a descoberto?

O que é e como funciona a venda a descoberto?

Saiba mais sobre a compra e venda a descoberto, uma das operações mais comuns entre os investidores da bolsa de valores

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 22/10/2021 às 10h38

Compartilhe

O que é e como funciona a venda a descoberto?

Você já ouviu falar de venda a descoberto? Trata-se de uma prática bastante comum na bolsa de valores que consiste em adquirir ou vender um ativo que, na verdade, você não possui em sua carteira de investimentos. 

Para entender melhor, pense que nesse tipo de operação o processo normal de compra e venda se inverte. Ao invés de comprar um ativo para depois vendê-lo, você o vende para depois comprá-lo. 

Isso parece difícil de entender, mas é um recurso a que os investidores recorrem em cenários específicos quando, por exemplo, espera-se que determinadas ações sofrerão desvalorização. 

Para ajudar a esclarecer sobre o funcionamento dessa operação, preparamos este texto, no qual você encontrará os conceitos que envolvem a venda a descoberto, detalhes sobre seu funcionamento e muito mais:

  • O que é venda a descoberto? 
  • Como funciona a venda a descoberto? 
  • Quais os riscos dessa operação?
  • Vale a pena investir em venda a descoberto? 
  • Conclusão

O que é venda a descoberto? 

Venda a descoberto é uma prática comum no mercado de renda variável aplicada tanto em operações da bolsa de valores quanto com derivativos. 

Trata-se de uma técnica que consiste em vender determinado ativo que você não possui para, no futuro, poder comprá-lo por um valor inferior

A diferença entre o preço da venda e o da compra é o resultado da sua operação, que pode ser positiva ou negativa, a depender do rumo que o mercado tomou após a sua entrada. 

Para que a venda a descoberto gere lucro, a compra real do ativo deve ocorrer por um preço inferior ao da venda.  

Em inglês, essa prática é conhecida como short selling, porque se trata normalmente de uma operação de venda de curta duração.

Como funciona a venda a descoberto?

Apesar de parecer complexa para muitos investidores que entram em contato com esse tipo de operação pela primeira vez, a venda a descoberto é uma prática bastante simples

Para que você entenda como ela funciona, vamos ilustrar essa operação com um exemplo fictício. Imagine que você conhece uma pessoa que pretende pagar R$ 30 mil na compra de um determinado carro. Entretanto, você conhece uma loja que vende o mesmo veículo por R$ 25 mil. 

Então, você garante ao comprador entregar o carro no mesmo dia e, assim, recebe o valor que ele está disposto a pagar (R$ 30 mil), dinheiro este que você vai usar para adquirir o veículo por R$ 25 mil. Nesse caso, o seu lucro vai ser de R$ 5 mil. 

A venda a descoberto funciona de forma semelhante ao caso acima. Ou seja, o investidor vende um ativo que ele não tem com o objetivo de comprá-lo mais barato posteriormente. Nessa operação, ele garante seu lucro a partir da diferença entre os dois preços. 

Essa modalidade é muito útil quando aplicada em mercados que estão em tendência de baixa. Esse é um cenário muito favorável para que os investidores façam movimentações ousadas e aproveitem oportunidades de negócios que não surgiriam caso o mercado estivesse em alta. 

Quais os riscos dessa operação? 

O principal risco para quem aposta na compra e venda a descoberto é o ativo sofrer uma valorização. Os investidores apostam nessa operação quando o mercado está em baixa. Se o ativo que você pretende comprar ou vender a descoberto começa a ser valorizado depois da sua entrada no mercado, é possível que, na busca por lucro, você tenha um prejuízo

Nesse caso, a conduta mais correta a ser adotada é encerrar a operação e, assim, evitar que ela gere uma perda ainda maior com o passar do tempo. 

Não é difícil evitar que isso aconteça. Para início de conversa, é fundamental que você tenha um bom planejamento de investimento. Saiba quanto você pode arriscar em uma única operação. Uma dica importante é definir uma ordem de compra em um preço acima da sua entrada, garantindo assim que o seu risco seja controlado. 

Como em muitos outros casos no mercado de investimentos, um dos melhores remédios contra perdas e danos em sua carteira é a informação e o conhecimento. Busque informações confiáveis que garantam que suas decisões sejam as melhores.

Vale a pena investir em operações de venda a descoberto?

Como em todas as operações do mercado financeiro, a venda a descoberto possui vantagens e desvantagens. Decidir se vale a pena ou não adotar essa prática é algo que você deve avaliar de acordo com o seu perfil de investidor. 

O grande benefício da venda a descoberto é poder atuar no mercado financeiro mesmo durante momentos de crise, quando os ativos tendem a se desvalorizar. 

Outros aspectos positivos são poder contar com ações que não estão em sua carteira de investimentos para aproveitar oportunidades que aparecem de forma repentina, além da possibilidade de ser utilizada como mecanismo de proteção em operações de hedge, contrabalanceando os resultados dos seus investimentos.

Entre os aspectos negativos desse tipo de operação está o risco de prejuízo que, em teoria, é ilimitado. Quando você adquire uma ação, sua possibilidade de perda está limitada ao valor da compra. No caso da compra e venda a descoberto, como não há limite para a valorização do ativo, também não há limite para as perdas.

Outra desvantagem é a taxa de aluguel (antes de vender o ativo, normalmente é necessário aluga-lo), que deve ser paga independente do resultado da operação. Se a ação se valorizar ou permanecer estável após a venda a descoberto, o tomador precisará arcar com o prejuízo.

Dessa forma, a venda a descoberto só é indicada quando o investidor tem fortes indícios de que o ativo irá se desvalorizar.

Conclusão

Investir ou não através de venda a descoberto é uma decisão que só você pode tomar. Antes de dar esse passo, pense no seu perfil como investidor e no quanto isso afetará as suas finanças e a sua carteira de investimentos

Tenha em mente que essa é uma operação extremamente comum entre os investidores que operam na bolsa de valores. Ela pode ser usada como forma de aumentar a rentabilidade dos investimentos, mas também como instrumento de proteção. 

Não se esqueça de que toda operação com ativos no mercado de renda variável traz riscos. No caso da venda a descoberto, o principal risco é o prejuízo que a operação pode causar caso você decida investir em um ativo que, ao invés de desvalorizar, valorize. 

O grande segredo para obter sucesso com esse tipo de operação é ter um bom planejamento financeiro e estar sempre em busca de conhecimento que agreguem informações para suas tomadas de decisões. 

Agora que você já sabe o que é e como funciona a venda a descoberto, que tal aprofundar seu conhecimento por meio do ebook “Derivativos: operações com opções”?

Para aprender mais sobre o universo dos investimentos, não deixe de conferir o nosso Instagram e ver tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe