Calculadora de IR em Bolsa
CALCULADORA DE IR
Início » Renda Variável » Tive prejuízo na bolsa, e agora? Saiba o que fazer nesse caso

Tive prejuízo na bolsa, e agora? Saiba o que fazer nesse caso

Confira dicas para atenuar os prejuízos em operações de renda variável 

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 12/04/2021 às 17h47

Compartilhe

Tive prejuízo na bolsa, e agora? Saiba o que fazer nesse caso

A verdade é que todo mundo que investe no mercado financeiro está sujeito a ganhar e a perder dinheiro. Infelizmente, o prejuízo na bolsa pode ser mais comum do que imaginamos e é passível de acontecer com qualquer investidor

Contudo, é claro que os mais bem preparados (ou seja, os que não concentram todo o patrimônio em apenas uma classe de ativos, por exemplo) conseguem se recuperar com mais saúde desse tipo de imprevisto; daí a importância da diversificação de investimentos. 

Dica Akeloo: se você ainda não está familiarizado com o termo, confira o post que fizemos sobre a diversificação de investimento e confira dicas para montar uma carteira mais rentável e próspera. 

Se você está passando por uma situação de prejuízo na bolsa ou se quer estudar o tema para evitar esse tipo de erro, preparamos um texto com algumas informações importantes para tirar suas dúvidas

Aqui você vai ler sobre: 

  • Como declarar prejuízo em bolsa?
  • Como compensar prejuízo com opções?
  • O que acontece se eu ficar com saldo negativo na corretora?
  • Para que serve a margem de garantia?

Como declarar prejuízo em bolsa?

Antes de tudo, vale evidenciar dois pontos importantes: 

  • O prejuízo só é realmente realizado (ou seja, o dinheiro só é realmente “perdido”) quando o investidor se desfaz das ações que possui em sua carteira. Portanto, se houver a possibilidade de recuperação do valor patrimonial desses ativos, a estratégia de buy and hold pode ser a mais indicada. Neste caso, o investidor segura esses ativos até que eles se recuperem, evitando a realização do prejuízo e postergando a decisão da venda para um momento de estabilidade. 
  • Os prejuízos realizados na bolsa podem ser compensados sobre os ganhos com outras operações a fim de reduzir a base do cálculo da alíquota do IR que incidirá sobre o lucro bruto do resgate do patrimônio. Saiba como compensar as perdas na bolsa no Imposto de Renda

Agora que você já sabe o que realmente significa ter prejuízo e que ele pode ser compensado a fim de diminuir a incidência de impostos, vamos continuar a leitura. 

Como declarar prejuízo na bolsa?

A Declaração do Imposto de Renda deve ser feita uma vez por ano. Todos os gastos e lucros da pessoa física devem ser declarados em detalhes (a fim de evitar a malha fina) e é claro que os investimentos não podem ficar de fora

Quem investe em ações e obteve lucros tributáveis deve pagar mensalmente os impostos devidos. Apesar de alguns investidores terem isenção no Imposto de Renda (quando menos de R$20 mil reais são vendidos mensalmente, por exemplo), todos os rendimentos precisam ser declarados. 

Esse imposto mensal é pago através da DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais), um documento utilizado pelas pessoas físicas e jurídicas para pagamentos de impostos, contribuições e taxas para a Receita Federal.

Dica da Akeloo: Muitas vezes, o cálculo e a apuração dos resultados para o IR pode se tornar uma tarefa complexa e trabalhosa. Para te ajudar nesse processo, a Akeloo oferece uma Calculadora de Imposto de Renda para investimentos de renda variável, que calcula de forma automatizada todos os valores que precisam ser preenchidos na declaração anual, além de calcular e gerar os DARF’s que precisam ser pagos. Clique aqui e saiba mais

Dessa forma, todos os resultados obtidos nas negociações do mês devem ser declarados e os impostos sobre o ganho de capital devem ser pagos até o último dia útil do mês subsequente ao da operação.

Conforme a própria Receita Federal esclarece, os prejuízos acumulados podem ser descontados dos lucros do mês atual, diminuindo, assim, a base de incidência do Imposto de Renda. 

Isso significa que, caso o resultado final apurado no final do mês for negativo, o valor do prejuízo poderá ser utilizado nos meses seguintes para reduzir o imposto a ser pago. 

Como compensar prejuízo com opções?

O mercado de opções também faz parte do mercado de renda variável, assim como ações, ETFs e contrato de índice de dólar

Os prejuízos podem ser compensados entre todos esses ativos, ou seja, um prejuízo apurado no mercado de opções, por exemplo, pode ser compensado com o lucro em ações ou nos ETF’s

Contudo, há uma observação importante a ser feita: operações day-trade, em qualquer tipo de ativo de renda variável, devem ser compensadas entre si. Dessa forma, prejuízos em day trade podem ser compensados apenas em lucros de day trade.

Para que serve a margem de garantia?

Alguns tipos de investimentos mais complexos, como os mercados futuros, só são possíveis quando o investidor possui uma margem de garantia para ser usada em caso de prejuízo. Assim, a corretora corre menos riscos de arcar com o saldo negativo e garante o equilíbrio do mercado financeiro. 

Entenda mais sobre o mercado de opções aqui. 

Além do ajuste diário, uma segunda forma que a bolsa tem de controlar a inadimplência é a margem de garantia, valor inicial que deve ser depositado antecipadamente toda vez que o investidor abre uma posição, seja comprada ou vendida. 

Esse valor fica retido pelo tempo em que o investidor mantiver a operação em aberto e garante que o investidor tenha a verba necessária para compensar a corretora em caso de prejuízo. 

O que acontece se eu ficar com saldo negativo na corretora?

O ajuste diário, como o próprio nome indica, é um ajuste financeiro que ocorre diariamente nas posições de todos os investidores. Ao término de cada pregão, a bolsa contabiliza quais investidores tiveram lucro ou prejuízo de acordo com as posições e transfere automaticamente os recursos de quem teve prejuízo para quem teve lucro

Um outro termo bem comum é o de execução de margem: um procedimento que a bolsa adota para evitar que os investidores inadimplentes permaneçam sem pagar sua dívida. 

Funciona da seguinte forma: 

  • Quando o investidor se encontra em situação de prejuízo decorrente do ajuste diário, ele é obrigado a depositar recursos no mesmo dia para zerar o saldo negativo;
  • Esse depósito deve ser feito até o meio-dia (depende de cada corretora) e até às 16 horas, a bolsa verifica se os ajustes diários estão em conformidade. 
  • Se for observado que algum investidor com saldo negativo não fez o depósito dos recursos necessários para cobrir a dívida, a bolsa zera sua posição a preço de mercado. Dessa forma, os valores depositados como margem são desbloqueados e utilizados para pagar o ajuste diário negativo. 

 

Isso significa que, de uma forma ou de outra, o investidor não consegue deixar de cobrir seu prejuízo no mercado de opções; o próprio sistema age para que as dívidas sejam quitadas da maneira correta

Além disso, o investidor que teve a margem executada fica impedido de operar no mercado até que sua situação seja regularizada e ele pague as multas relativas à inadimplência. 

Conclusão

Todo investidor que opera o mercado de renda variável está sujeito às oscilações de mercado e, portanto, a ter lucro e prejuízo nos negócios. 

Conhecendo o mercado da maneira correta, é possível compreender as alternativas que existem nesses casos e que ajudam a diminuir os prejuízos. 

E se você busca sempre estar por dentro das novidades do mercado financeiro e compreender melhor o seu funcionamento, não deixe de seguir o nosso perfil no Instagram e ficar por dentro dos nossos conteúdos!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe