Calculadora de IR em Bolsa
TESTE GRÁTIS
Início » Renda Variável » IPO: saiba o que é e como é feita a estreia de uma empresa na Bolsa

IPO: saiba o que é e como é feita a estreia de uma empresa na Bolsa

Descubra o que é IPO e como as empresas abrem seu capital!

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 30/12/2020 às 17h00

Compartilhe

IPO: saiba o que é e como é feita a estreia de uma empresa na Bolsa

Você já se perguntou quais são os pré-requisitos necessários para uma empresa abrir seu capital na Bolsa, ou seja, para começar a vender suas ações para os investidores interessados? Essa primeira oferta é feita através do IPO (Initial Public Offering), uma sigla para Oferta Pública Inicial e pode ser uma ótima oportunidade de lucro para o investidor; mesmo negociando as ações por um preço relativamente baixo nesse primeiro momento, não é incomum que essas operações atinjam a casa das centenas de milhões de reais. 

COE - certificado de ações estruturadas

Para tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto, é só continuar a leitura. Aqui você vai entender melhor: 

  • o que é IPO?? 
  • qual o objetivo de fazer IPO?
  • vantagens e desvantagens de fazer IPO de uma empresa
  • vale a pena investir nessas empresas? 
  • passo a passo: como participar de um IPO

O que é IPO?

O IPO acontece quando uma determinada empresa opta por abrir seu capital na Bolsa. Assim, ela passa a ofertar as suas ações na Bolsa de Valores, possibilitando um maior fluxo de investimentos em suas operações. 

É através dessa oferta inicial que uma empresa recebe, pela primeira vez, seus novos sócios, os acionistas que compraram os papéis ofertados por ela no pregão da Bolsa de Valores. 

Pode parecer simples, mas muitos processos precisam acontecer até que a empresa chegue ao IPO; normalmente, apenas empresas já consolidadas no mercado conseguem chegar ao final dessa operação. 

Para ter sucesso, a empresa precisa comprovar que possui um modelo de negócios seguro e estável e que possui boas perspectivas de crescimento para o futuro. 

Qual o objetivo de fazer IPO?

Parece óbvio — e é mesmo. O principal objetivo de fazer IPO e abrir capital na Bolsa é captar recursos e conseguir novo capital para rapidamente projetar o crescimento da empresa no mercado. 

Além dessa, existem algumas outras razões: 

Acesso a uma quantidade grande de capital num curto espaço de tempo

Ao abrir capital na Bolsa, a empresa disponibiliza no mercado suas ações e, é claro, o investidor precisa investir seu dinheiro para adquirir esses papéis. 

Dessa forma, a empresa recebe, num curto período de tempo, um grande capital que, em geral, são reinvestidos nos negócios para que prosperem. 

Esse dinheiro pode ser usado, por exemplo, para expandir as atividades e a infraestrutura da empresa, para otimizar processos internos ou até mesmo para quitar dívidas. 

A venda de ações é uma das maneiras mais descomplicadas de uma empresa obter os recursos de que precisa. Também é a forma mais barata, principalmente quando comparamos com os empréstimos bancários, que possuem altas taxas e juros muitas vezes abusivos. 

Fortalecimento da imagem da empresa 

Além disso, um IPO bem sucedido é muito bom para a imagem e para a consolidação da empresa como uma instituição forte e confiável.

Durante o processo do IPO, a empresa precisa adequar seus processos e precisa tornar suas operações e resultados o mais transparentes possíveis, pois os investidores precisam ter uma visão geral do negócio para decidirem se o investimento vale a pena ou não.

Esse movimento gera duas vantagens para a imagem pública da empresa: 

  • A primeira é que o mercado entende que a abertura dos negócios indica um grau de governança corporativa mais evoluído e que está preparado para novos compromissos.
  • A segunda é que o IPO dá muita visibilidade à empresa na mídia, pois esses eventos costumam ser grandiosos e geram bastante capital de uma vez só.  

Vantagens e desvantagens de fazer IPO de uma empresa

Apesar de esse processo parecer incrível para a empresa, alguns pontos também devem ser levados em consideração. 

Conheça as principais vantagens e desvantagens do IPO para as empresas:

Vantagens do IPO para a empresa

  • Como já foi mencionado, a abertura de capital é uma das formas mais práticas de arrecadar dinheiro suficiente para financiar as expansões necessárias. Isso significa que a empresa poderá crescer rapidamente a partir deste marco. 
  • O IPO é muito positivo para a imagem da empresa e do serviço que ela presta.
  • O lucro para os proprietários provavelmente será bem grande.
  • Ser uma empresa de capital aberto chama a atenção e atrai os melhores profissionais do mercado para os times internos, potencializando as mais diversas operações. Além disso, essas empresas terão possibilidade de pagar melhores salários e oferecer melhores oportunidades.   

Desvantagens do IPO para a empresa

  • O processo é caro e super burocrático, pois é necessário que a empresa contrate um banco de investimentos para auxiliar os trâmites. 
  • Não é possível garantir que a oferta inicial será um sucesso e que as ações serão negociadas pelo preço estipulado.
  • Como as ações serão distribuídas no mercado, o controle da empresa pode ficar difuso. É preciso que os proprietários tenham muito controle do negócio para que isso não aconteça.   
  • As empresas que fazem IPO se tornam mais visadas tanto pelos investidores quanto pelo analistas e pelos órgãos reguladores, o que pode resultar na divulgação de informações sigilosas importantes.

Vale a pena investir no IPO de uma empresa? 

A oportunidade de investir em um IPO anima alguns investidores e deixa outros receosos. 

Se por um lado existe a possibilidade de a ação se valorizar rapidamente, tornando a margem de lucro exponencial, o oposto também pode ocorrer, realizando um grande prejuízo para o investidor.

A diferença de percepções costuma estar ligada ao perfil do investidor, pois os mais arrojados estão dispostos a correr riscos, enquanto o conservador pode não ver vantagens nesse risco. 

Vantagens

A maior vantagem da participação de um IPO é a alta possibilidade de lucro, pois as ações podem disparar em valor dependendo da quantidade vendida na estreia. 

Outra vantagem é que, caso a empresa se consolide e alcance os resultados esperados, o investidor participa de toda a trajetória de sucesso e aumenta o valor de seu patrimônio. 

Desvantagens

Como os papéis dessa empresa nunca foram negociados na Bolsa, não é possível garantir que o sucesso do primeiro dia perdurará nos seguintes; afinal, esses ativos apresentam alta volatilidade e já que ainda não ganharam a confiança do mercado, os preços podem variar muito.  

Outro fator a ser considerado é que normalmente essas empresas não possuem longos históricos de informações que atestem a habilidade (ou não) da empresa em lidar com períodos econômicos distintos. 

Para evitar furadas, é sempre bom considerar análises elaboradas por analistas que você conhece e confia para ter uma segunda opinião sobre.

Passo a passo: como participar de um IPO

O processo é bem simples e se assemelha ao investimento através do home broker. Confira o passo a passo simplificado para não restar nenhuma dúvida: 

1. Abra conta em uma corretora 

As corretoras são as responsáveis por fazer a intermediação da negociação entre investidor e empresa. Dessa forma, busque saber quais corretoras participarão da distribuição.

2. Atente-se às notícias para descobrir quais empresas estão fazendo IPO

Consulte nos sites da CVM, da B3, no principais veículos de notícias ou junto à sua corretora para descobrir quais empresas estão realizando IPOs.

Escolha com consciência para evitar problemas futuros. 

3. Faça um pedido de reserva na corretora

Na corretora escolhida, solicite os documentos para realizar a reserva. Nele você indicará o volume financeiro que você gostaria de investir e a que valor de ação. 

Encaminhe os documentos com o pedido e aguarde as próximas etapas do processo, que serão indicadas pela corretora. 

É importante dizer que pode ser necessário realizar depósitos de garantia para assegurar a participação no IPO.

4. Realize o pagamento

Quando o processo de reserva estiver finalizado, o investidor é informado sobre o preço final dos papéis e também a quantidade que conseguirá adquirir com o valor combinado na terceira etapa. 

Neste momento, é necessário transferir o valor para a conta na corretora para que o pagamento aconteça. 

5. Acompanhe o início das negociações 

Pouco tempo depois, os papéis começarão a ser negociados no pregão da B3. A partir daí, acompanhe o desempenho e a performance da empresa na Bolsa. 

Conclusão 

Neste texto você aprendeu mais sobre o que é IPO e sobre as vantagens e desvantagens de investir nesse tipo de ativo. 

Se por um lado o lucro pode ser exponencial, os riscos também são grandes; cabe ao investidor decidir se vale a pena ou não. 

Para ficar por dentro do mundo dos investimentos e continuar aprendendo mais sobre esse universo de maneira simples e descomplicada, confira nosso Instagram e acompanhe tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe