Calculadora de IR em Bolsa
CALCULADORA DE IR
Início » Mercado Financeiro » Mercado a termo: saiba o que é e como funcionam as operações

Mercado a termo: saiba o que é e como funcionam as operações

Mercado a termo é uma operação de compra e venda […]

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 26/11/2021 às 9h21

Compartilhe

Mercado a termo: saiba o que é e como funcionam as operações

Mercado a termo é uma operação de compra e venda de derivativos com vencimento em data futura. Também conhecido como operação a termo, nesse tipo de transação o vendedor cobra uma taxa de juros para compensar o prazo de pagamento.

Em geral, a taxa de juros é próxima ao valor da Selic e a data de vencimento do contrato pode variar entre 16 a 999 dias. É uma operação que pode ser vantajosa tanto para o vendedor quanto para o comprador, dependendo da direção do mercado.

Isso porque quem compra esperando a alta do mercado, tem a vantagem de apostar em um ativo sem precisar desembolsar o valor total para adquiri-lo. O risco nesta operação é o preço do ativo cair e o investidor ter que arcar com o valor acordado em contrato.

Já quem vende precisa lidar com o risco de ter o seu potencial de lucro diminuído, já que se o preço do ativo subir, ele o terá vendido a um valor mais baixo.

Em resumo, a operação a termo é uma espécie de derivativo negociado na bolsa de valores, ou no mercado organizado, que obriga as duas partes a permanecerem vinculadas até a efetivação do contrato.

Para saber mais sobre o mercado a termo, continue lendo este artigo. Estes são os tópicos que serão esclarecidos:

  • O que é mercado a termo?
  • Tipos de operação a termo
  • Qual a diferença entre mercado a termo e mercado futuro?
  • Vantagens das operações a termo

O que é mercado a termo?

Como vimos, o mercado a termo é um tipo de operação em que vendedor e comprador se comprometem a firmar a negociação em uma data futura, pré-estabelecida no contrato. Dessa forma, quem realiza a compra deverá pagar pelo preço do acordado, acrescido de uma taxa de juros próxima à Selic, mesmo que se arrependa de adquirir o ativo.

Esse tipo de operação acontece no home broker da corretora da seguinte maneira: a B3 mostra aos investidores as operações disponíveis no pregão e eles escolhem aquela que desejarem. Os contratos a termo podem envolver ativos financeiros (ações, moedas) ou derivados de commodities (soja, boi gordo). Os mais comuns são os de ações.

Como as operações a termo envolvem risco de prejuízo, não é todo tipo de investidor que opta por esse tipo de negociação.

Principais características

Considerado um derivativo mais simples que o mercado futuro, por exemplo, o mercado a termo dispõe das seguintes características:

  • Baixa liquidez, principalmente em negociações realizadas no mercado de balcão;
  • Contratos não-padronizados, que permitem negociações mais detalhadas e sob medida;
  • Movimentação financeira na liquidação, com o pagamento sendo efetuado no encerramento do contrato.

Como funciona?

As operações a termo funcionam de maneira similar a uma compra a prazo com juros. Para facilitar o entendimento, vamos utilizar um exemplo:

Suponha que você pretende comprar um produto de valor X, mas deseja realizar o pagamento a prazo. Para realizar a compra, você deve pagar um determinado valor de entrada e, em seguida, efetuar o pagamento do valor restante mais os juros, na data de vencimento. Caso você se arrependa da compra no futuro, não terá a opção de cancelá-la.

O mercado a termo funciona da mesma forma. O investidor que deseja comprar uma determinada quantidade de ações e pagar em uma data futura deverá depositar uma margem de garantia para o vendedor. Esse valor corresponde a um percentual do preço total do ativo.

Este tipo de operação é chamada de alavancagem: o comprador deve ter em conta um valor menor do que o negociado como garantia para poder transacionar mais do que o seu capital.

Na data do vencimento, ele deverá pagar o valor das ações e dos juros acumulados, acordados em contrato. Lembrando que para investir no mercado a termo, é necessário ter uma conta em uma corretora e acesso ao home broker.

Tipos de operação a termo

Existem dois tipos de operações a termo. Saiba mais sobre elas:

Operação a termo tradicional

No mercado a termo tradicional a liquidação do contrato pode acontecer de três maneiras diferentes: através da venda do ativo, da antecipação ou decurso do prazo.

Quando ocorre a venda do ativo, o contrato é liquidado sem o abatimento dos juros. Já na antecipação, o investidor antecipa o encerramento do contrato, se desvinculando do vendedor. No decurso do prazo, o comprador liquida o contrato depois do encerramento do contrato.

Esta operação é recomendada para quem não pretende trocar o ativo negociado, já que pagará juros menores. Também é ideal para quem deseja negociar a um prazo maior que 90 dias.

Operação a termo flexível

Neste tipo de operação, o comprador tem a possibilidade de manter o contrato ativo mesmo que venda o derivado. Para isso, ele deverá comprar outro ativo com o dinheiro da operação. No entanto, o limite de vencimento é de até 90 dias e as taxas de juros são maiores.

A operação flexível é voltada para investidores que querem alavancar seus ativos e aumentar o portfólio de investimentos. É uma boa opção para quem prefere ter liberdade de mudar de estratégia durante o contrato, podendo aproveitar oscilações de mercado.

Qual a diferença entre mercado a termo e mercado futuro?

Embora ambos os mercados sejam baseados no vencimento futuro de contratos, a diferença entre eles está no ajuste diário — a atualização feita pela B3 ao final de cada pregão.

Enquanto no mercado futuro o valor dos ativos é ajustado diariamente, seguindo as oscilações do mercado, na operação a termo este ajuste não é aplicado. Assim, o valor combinado no momento da negociação do ativo será o mesmo cobrado na data de vencimento.

Assim, quem comprar ações no mercado a termo irá pagar o valor acordado no final do contrato, independente delas terem valorizado ou desvalorizado.

Outra diferença está relacionada à liquidação. No mercado futuro, ela pode acontecer a qualquer momento, possibilitando operações day trade. Já no mercado a termo a liquidação acontece na data de vencimento.

Vantagens das operações a termo

Quem deseja se tornar vendedor no mercado a termo, encontra vantagens como o recebimento de taxas de juros. Já para os compradores, a alavancagem pode ser um bom atrativo, apesar dos riscos envolvidos.

Outras vantagens incluem:

Hedge

O hedge nada mais é que uma estratégia de proteção de carteira através da fixação do preço do ativo no momento da negociação. Assim, o risco de mercado é neutralizado.

Pagamento na liquidação

O pagamento na liquidação do contrato pode ser uma vantagem para o investidor aproveitar a queda do preço de uma ação, por exemplo, e incluí-la em sua carteira. 

Ganho em curto prazo

A operação a termo permite que traders busquem lucro em curto prazo através da volatilidade dos ativos. Ou seja, o investidor pode comprar a prazo uma ação com expectativa de alta, esperar que o preço suba e, então, vendê-la.

Assim, ele pode efetuar o pagamento com o dinheiro apurado na venda com o lucro e ficar com a diferença. Este tipo de operação especulativa de risco é recomendada para investidores com perfil moderado.

Já a grande desvantagem desse tipo de operação é o risco de prejuízo devido às oscilações do mercado.

Conclusão

Como vimos, o mercado a termo é uma operação arriscada, que apresenta oscilação de preços. Por isso, ele é recomendado para investidores experientes de perfil moderado a arrojado. 

Lembrando que a atuação como vendedor ou comprador pode ser igualmente vantajosa, dependendo do ativo e das oscilações do mercado.

Depois de entender o que é e como funcionam as operações a termo, convidamos você a saber mais a respeito da tributação sobre investimentos de renda variável: preparamos um artigo completo com tudo sobre o assunto. Confira! 

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe

Como utilizar e gerar DARF no SICALC

O pagamento de impostos é uma atividade rotineira na vida dos investidores. Para facilitar a arrecadação, a Receita Federal disponibiliza gratuitamente o Sistema de ...