Logo Akeloo Nelógica
CALCULADORA DE IR
Início » Renda Variável » Long & Short: o que é operar vendido e comprado? 

Long & Short: o que é operar vendido e comprado? 

Entenda como essas operações funcionam, quais são seus principais tipos e como montá-las da maneira correta

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 13/04/2022 às 19h18

Compartilhe

Long & Short: o que é operar vendido e comprado? 

Quem investe na Bolsa de Valores certamente já se deparou com o termo Long & Short. Apesar de ser bastante comum nesse ambiente, muita gente não sabe o que ele significa ou como de fato funciona. 

Em linhas gerais, é possível entendê-lo como uma alternativa para ampliar suas oportunidades de negócio no mercado de ações e garantir que suas aplicações tenham lucro

E o que isso tem a ver com operar vendido e comprado? O Long & Short está associado a esses dois tipos de operações porque ele assume duas posições na tentativa de obter ganho por meio da diferença entre os preços dos ativos. 

Ficou curioso para saber mais sobre esse assunto? Neste texto, vamos explicar o que é Long & Short, como ele funciona, como montar esse tipo de operação e muito mais:

  • O que é Long & Short? 
  • Long & Short: como funciona? 
  • O que é operar comprado? 
  • O que é operar vendido? 
  • Quais são os principais tipos de Long & Short? 
  • Como montar operações Long & Short?

O que é Long & Short?

Long & Short é uma operação bastante comum no mercado de ações que envolve, simultaneamente, a compra (long) e a venda (short) de ações ou outros produtos financeiros. 

Seu objetivo é obter ganhos por meio da relação entre a diferença de valor dos ativos quando são comprados e vendidos. 

Nela, os lucros não se vinculam somente à alta ou à queda do mercado de valores, e sim à correlação que os ativos têm, cuja diferença de desempenho pode gerar resultados positivos. 

Long & Short: como funciona? 

Como vimos no item anterior, Long & Short é uma operação estratégica que visa a obtenção de lucro por meio da compra e venda simultâneas de determinados ativos, em geral ações. 

Essa operação funciona em ciclos. Para entender como o processo funciona, vamos explicar as duas etapas fundamentais: 

  • O primeiro passo é o investidor escolher e alugar ações que ele acredita que terão desempenho inferior a alguma outra e depois vendê-las. 
  • Em seguida, com o dinheiro da venda, ele compra as ações que, de acordo com a estratégia traçada, acredita que irão apresentar desempenho positivo em relação às alugadas anteriormente.

Se a estratégia funcionar e ele obtiver lucro, ele faz o caminho inverso e vende as ações que comprou para comprar novamente as ações alugadas anteriormente. 

Por fim, ele devolve as ações alugadas. Quando a estratégia é bem sucedida, o investidor obtém lucro sem ter colocado capital no investimento (com exceção dos custos operacionais do aluguel e das transações). 

Se, por outro lado, a operação não funcionar (o que acontece quando as ações vendidas apresentam desempenho maior que as compradas), o investidor deve arcar com o prejuízo no momento de devolver as ações alugadas. 

Vale ressaltar que não é necessário vender ou comprar o mesmo número de ações nas duas pontas, mas é importante que todos os ativos envolvidos nessa operação sejam equivalentes em termos de valores financeiros

Também não é preciso ter os ativos em carteira para realizar a venda, é possível recorrer ao aluguel ou empréstimo e realizar a chamada venda a descoberto. Nesse caso, o investidor precisa apresentar uma margem de garantia. 

Para que esta seja uma operação bem-sucedida, a ponta long tem que obter um desempenho melhor que o da ponta short.

O que é operar comprado? 

No contexto do Long & Short, operar comprado é o nome dado para quando o investidor compra um ativo visando a venda em situações vantajosas. 

Esse é um movimento bastante comum entre os investidores que podem negociar ativos já disponíveis em suas carteiras ou comprá-los quando enxergam boas oportunidades de negócio, ou seja, quando imaginam que vai acontecer uma valorização. 

Dessa forma, quando os preços sobem, o investidor consegue fazer a venda e, assim, obter lucro. Nessa operação, o risco está na possibilidade do preço sofrer uma queda, o que pode gerar prejuízo

O que é operar vendido? 

Operar vendido é o nome dado para quando o investidor vende um ativo visando comprá-lo, no futuro, por um preço menor que o adquirido na venda. 

Nesse caso, é possível recorrer ao aluguel de ações, o que pode ou não ser uma alternativa vantajosa. 

Dessa forma, quando os preços caem, o investidor adquire o ativo por um preço menor em relação ao da venda e obtém lucro em cima da diferença entre esses dois valores

Existe a possibilidade do mercado fazer um movimento contrário, ou seja, ao invés do ativo sofrer uma queda, ele entra em alta. Quando isso acontece, o investidor acaba tendo prejuízo e precisa recorrer a outras fontes de investimento para cobrir o rombo deixado pela má decisão.

Quais são os principais tipos de Long & Short?

Assim como outras operações realizadas no mercado de ações, não existe somente um tipo de Long & Short às quais os investidores podem recorrer. Neste texto, os quatro principais que podem ajudar você a entender as nuances dessa estratégia. 

Intra-setorial

No tipo Intra-setorial, são usadas ações de duas companhias do mesmo segmento que têm variações similares. Um exemplo disso são os bancos. 

Ações ON x PN

No tipo Ações ON x PN, são utilizadas ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) de uma mesma companhia. Essa é uma operação de risco menor, já que ações dessas duas modalidades tendem a ter um comportamento correlacionado.

Controlada x Controladora

No tipo Controlada x Controladora, são utilizadas ações de empresas que são controladoras e ações de companhias que são controladas pela primeira e estão listadas na bolsa. 

Como a sociedade controladora é quem detém o maior poder nas decisões da empresa frente aos demais acionistas, os ativos também tendem a apresentar correlação. 

Intersetoriais  

No tipo Intersetoriais, são utilizadas ações de empresas que não são do mesmo setor. Em geral, ele é executado com ações e um índice, como o Ibovespa, sendo que a correlação pode não ser alta. 

Nesse caso, pode ocorrer distorção nos preços, pois cada papel está sujeito a condições distintas do mercado e da economia que podem afetar o seu valor. Ainda que tenha mais riscos, esse tipo também pode gerar um retorno maior.

Como montar operações Long & Short? 

Para montar uma operação Long & Short, você precisa, em primeiro lugar, identificar ativos que apresentam comportamento inter relacionado. 

A estratégia é construída a partir da análise e das expectativas dos gestores em relação ao valor futuro das ações em que você pretende investir. 

Para colocar essa operação em prática, você precisa ter um capital para estruturá-la, já que ele será dividido entre a ponta comprada e a ponta vendida. 

Essa estratégia é colocada em prática por meio de uma conta investimento. Nela, é possível acessar o painel eletrônico onde estão as ações, escolher qual ação será operada na posição short e, depois, inserir o valor da venda. 

Também é necessário colocar as suas garantias de operação. Depois disso, basta selecionar a ação com a qual você deseja operar em long, inserir o preço de compra e, em seguida, enviá-la. 

A partir daí, a sua estratégia já estará em pleno funcionamento!

Conclusão

Apostar no Long & Short é uma decisão que cabe a cada investidor. Isso vai depender dos seus objetivos, das suas estratégias e do perfil que você assume diante do mercado. 

Caso você chegue à conclusão de que essa é a melhor decisão para sua carteira de investimentos, estude e compare as diferentes alternativas e tipos de operações disponíveis. 

Não se esqueça de avaliar a gestora das ações e pesquisar mais detalhes sobre seu resultado histórico e outras informações relevantes para não prejudicar a sua atuação no mercado.

Gostou de saber o que é Long & Short e como operar vendido e comprado? Siga o canal da Akeloo no Telegram para conhecer mais conteúdos como este.

Para aprender mais sobre o universo dos investimentos, não deixe de conferir o nosso Instagram e ver tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe

  • tesouro direto

Guia do Tesouro Direto: tudo que você precisa saber!

Como funciona o Tesouro Direto? Quais são os tipos de investimentos possíveis? Qual é a melhor opção? Essas e outras dúvidas foram respondidas nesse guia completo sobre o Tesouro. Continue lendo e descubra se o Tesouro Direto é pra você!