Logo Akeloo Nelógica
CALCULADORA DE IR
Início » Imposto de Renda » Informe de rendimentos: declaração de imposto de renda

Informe de rendimentos: declaração de imposto de renda

Imagine que, no momento de organizar a sua Declaração do […]

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 14/03/2022 às 22h15

Compartilhe

Informe de rendimentos: declaração de imposto de renda

Imagine que, no momento de organizar a sua Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF), você tivesse que recordar de cada dígito que entrou ou saiu de sua conta bancária nos 365 dias abrangidos pelo ano-calendário em questão. Você, decerto, iria precisar de um caderno enorme, onde teria anotado cada evento mínimo de sua vida financeira — como um pequeno bônus recebido por um projeto bem-sucedido ou uma semana fazendo horas extras, por exemplo. E é justamente para que você não enfrente todo esse trabalho anualmente que existe o Informe de Rendimentos.

Um informe de rendimentos é auto explicativo — de fato, se trata de um documento onde se pode examinar todo rendimento que foi movimentado em seu nome no recorte cronológico compreendido. Este período normalmente é o do ano corrido predecessor ao ano do requerimento. Para exemplificar: em um Informe de Rendimentos 2022, você encontraria todo valor que está ou esteve sob sua posse entre 1 de janeiro e 31 de dezembro de 2021.

Neste ponto, o leitor pode se perguntar — “Mas todo dinheiro que eu movimentei onde, afinal de contas?”.

Essa dúvida pode ocorrer porque “Informe de Rendimentos”, na verdade, é um conceito guarda-chuva. Isto é — não versa sobre um documento expedido por um órgão em específico, e sim sobre um modelo de comprovante que pode ser gerado por diferentes instituições, a depender do objetivo de quem solicita.

Um informe de rendimentos de seu banco, a título de exemplo, apresentaria um extrato completo de sua conta corrente no ano anterior. Já um informe de rendimentos da empresa onde você trabalha, por sua vez, exibiria todos os salários, horas extras, comissões, bônus e relacionados que você recebeu. Agora ficou mais fácil, não é?

Ter um informe de rendimentos em mãos pode ter diversas funcionalidades — todavia, a principal delas ainda é descomplicar a vida de quem tem que declarar o Imposto de Renda em todo primeiro semestre. A partir dos informes de rendimentos, o declarante tem um panorama geral de todos os seus ativos e passivos, se esquivando de eventuais inconsistências ou sonegações.

Agora que você já entendeu do que se trata, em linhas gerais, um informe de rendimentos, neste artigo da Akeloo você também vai:

  • Entender um pouco melhor sobre as razões que fazem com que os informes de rendimentos sejam tão importantes ao contribuinte e ao fisco;
  • Conferir em quais ocasiões podem te solicitar um informe de rendimentos;
  • Descobrir quais são as diferentes categorias de informes de rendimentos e como conseguir cada um deles.

Informe de rendimentos e sua importância

Os informes de rendimentos funcionam como uma via de mão dupla: representam a publicação de despesas para quem lança e o recibo de rendimentos para quem recebe.

Quem outorga pode ser tanto um intermediário ou administrador de capitais — como um banco ou uma corretora  — quanto uma instituição que te paga diretamente, como uma empresa privada ou um órgão público.

O informe de rendimentos é, em todos os casos, uma responsabilidade do tomador  — de outro modo, para quem é prestador de serviços ou titular de conta, o único procedimento é realizar o pedido do documento.

A Receita Federal estabelece que as empresas têm o dever de destinar o informe de rendimentos ao seu colaborador antes da abertura da janela para o envio das remessas de declarações do Imposto de Renda — em 2022, este prazo expirou no último dia 28. Caso você ainda não tenha recebido o seu informe, contate imediatamente o setor contábil ou de RH da sua empresa.

Este documento é crucial para que você, como já dito, não fique horas e horas na frente do computador quando for estruturar a sua DIRPF — afinal, já tendo em vista todos os dados acerca de seus rendimentos a partir do informe, se torna muito mais simples fazer a sua declaração à Receita. Você também pode anexar o seu informe de rendimentos junto da declaração do IR, agilizando assim o trabalho dos auditores na hora de calcular a tributação em cima de cada tipo de ganho.

Para mais, o informe de rendimentos também coopera com a tarefa de fiscalização da Receita Federal, uma vez que o órgão se torna capaz de cruzar informações para observar possíveis incompatibilidades. Se no informe de um empregado o salário bruto aparece menor se comparado com o que consta no lançamento da empresa, por exemplo, o sistema pode acusar uma inconsistência. Isso é essencial para o trabalho de inteligência do fisco.

Informe de rendimentos e seus usos

O uso mais popular do informe de rendimentos é durante a declaração do IRPF.

E aqui vai uma dica da nossa equipe: para que você não deixe passar nenhuma informação no preenchimento de suas fichas, liste primeiro todas as suas fontes de renda para, na sequência, elencar para quais instituições você terá que requisitar o informe. Para exemplificar: se você aufere lucros a partir de seu salário líquido mensal e como investidor na Bolsa, já deve se planejar para solicitar o documento à companhia na qual você é empregado e à corretora ou gestora independente que administra os seus ativos na B3.

Embora tenham se consagrado por serem prestativos para quem tem que declarar o Imposto de Renda, em outros cenários também pode ser exigido que você apresente um ou mais informes de rendimentos. Alguns deles são:

  • Pedido de empréstimo bancário;
  • Financiamento de imóveis, veículos e bens em geral;
  • Financiamento estudantil;
  • Delimitação de limite do cartão de crédito;
  • Solicitação de aumento no limite do cartão de crédito;
  • Demais modalidades de concessão de crédito.

Ademais, os informes de rendimentos — a depender da instituição emissora — podem ser encaixados em inúmeros grupos. Seguem abaixo os mais comuns.

Informe de rendimentos da empresa

Composto pelos seus salários, horas extras, décimo terceiro, bônus, comissões, dentre outros, recebidos da empresa privada onde você tem vínculo empregatício.

Costuma ser o tipo de informe mais importante, dado que é onde se apresenta a maior fatia dos rendimentos da maioria dos brasileiros. Toda companhia deve, por lei, providenciar seu informe de rendimentos para todos os seus funcionários antes do início do prazo para a declaração do IR.

PARA QUEM SOLICITAR? Ao setor de finanças ou de gestão de recursos humanos da empresa na qual você trabalha.

Informe de rendimentos do banco

Exibe seu dinheiro em saldo e em poupança, além de reunir todos os seus ativos e passivos no ano-calendário em pauta. É como um extrato anual de sua conta corrente.

PARA QUEM SOLICITAR? À instituição bancária na qual você é correntista. Alguns bancos não ficam mais restritos somente ao envio do informe pelos Correios, oferecendo o serviço pelo aplicativo através do Internet Banking. Em 2022, o Banco do Brasil vai ser o primeiro banco a disponibilizar seu informe de rendimentos também pelo WhatsApp.

Informe de rendimentos do INSS

Exclusivo para os aposentados e pensionistas do INSS. Apresenta todo rendimento que saiu da Previdência Social e foi creditado em sua conta no ano em questão.

PARA QUEM SOLICITAR? No portal Meu INSS. Para realizar o procedimento, clique aqui e acompanhe o passo a passo abaixo.

  • Faça o login com sua conta gov.br ou crie uma conta caso ainda não esteja cadastrado;
  • Encontre a seção “Extrato IR” e preencha com todas as informações solicitadas;
  • Retire seu informe de rendimentos do INSS.

Você também pode conseguir o documento ligando para a Central de Atendimento, no número 135, e agendando uma visita à unidade do instituto mais próxima de você.

Informe de rendimentos dos investimentos

Exclusivo para os investidores da Bolsa. Este informe incorpora todo lucro e prejuízo que você obteve em operações no mercado de ações. É a partir destas informações que a Receita vai computar o imposto sobre cada rendimento alcançado em renda variável.

PARA QUEM SOLICITAR? À corretora que armazena a sua conta na Bolsa de Valores.

Conclusão

Com o prazo para o envio das declarações em vigor até 29 de abril, é recomendado que você encaminhe o seu IR pelo sistema da Receita Federal o quanto antes para receber suas restituições ou resolver eventuais pendências com o Leão.. Neste momento, contar com um informe de rendimentos é indispensável — uma vez que o processo de checar todas as suas fontes de renda em 2021 pode ser mais complexo do que você imaginava.

Quem tem a calculadora da Akeloo para Declaração Anual do Imposto de Renda, contudo, não passa por essa dor de cabeça. Em nossa plataforma você tem à disposição todas as informações necessárias para realizar a sua DIRPF em relação aos seus investimentos  sem grandes complicações. Para saber mais, clique aqui!

 

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe