Calculadora de IR em Bolsa
CALCULADORA DE IR
Início » Mercado Financeiro » Fundo de Investimento em Direitos Creditórios: entenda! 

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios: entenda! 

Saiba o que é o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, como ele opera e qual é a rentabilidade que ele traz  

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 10/12/2021 às 12h12

Compartilhe

Fundo de Investimento em Direitos Creditórios: entenda! 

Você já ouviu falar no Fundo de Investimento em Direitos Creditórios

Esse é o nome dado para um tipo de fundo constituído pela união de diferentes investidores. Por compartilharem do mesmo objetivo no mercado financeiro, eles unem seus recursos e operam em prol de todos. 

O FIDC, como também é conhecido, é uma boa opção para quem está começando no mundo dos investimentos. No entanto, muitos investidores têm dificuldade de compreender como ele de fato funciona e quais são as suas vantagens. 

Por isso, nós preparamos este texto, no qual você encontrará uma explicação clara sobre o que é o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, quais são as suas principais características, quanto é a sua rentabilidade e muito mais:

  • O que é Fundo de Investimento em Direitos Creditórios? 
  • Quais são os tipos de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios?
  • Qual é a rentabilidade desse tipo de fundo?
  • Quais são as vantagens e as desvantagens?

O que é Fundo de Investimento em Direitos Creditórios?

O Fundo de Investimento em Direitos Creditórios, ou FIDC, é um tipo de fundo de investimento que funciona a partir da união de diversos investidores que compartilham de um mesmo objetivo financeiro. Por conta disso, eles unem seus recursos e operam em função do mesmo propósito.

Nessa modalidade é necessário que o fundo aplique 50% de seu patrimônio líquido em Direitos Creditórios, que por sua vez são créditos que empresas têm a receber como, por exemplo, aluguéis, cheques, duplicatas ou valores parcelados em cartão de crédito. Essas dívidas são convertidas em títulos e vendidas a terceiros.  

O FIDC é um investimento de renda fixa, o que significa que o valor investido é baseado em uma taxa previamente acordada, assim o investidor sabe de antemão quanto receberá ao final da aplicação. 

Apesar de ser considerada uma operação conservadora, o fundo pode trazer ótima rentabilidade, principalmente por conta da aplicação mínima inicial exigida. 

Quais são os tipos de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios? 

Existem dois tipos de Fundo de Investimento em Direitos Creditórios. Assim como em outros tipos de investimento que existem no mercado financeiro, o FIDC pode ser Aberto ou Fechado. Abaixo, as especificidades de cada um deles: 

FIDC Aberto

O FIDC Aberto — ou Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Aberto — é um tipo de fundo do qual é possível resgatar as cotas a qualquer momento, respeitando as regras determinadas pelos investidores. 

FIDC Fechado

O FIDC Fechado — ou Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Fechado — é um tipo de fundo do qual só é possível resgatar as cotas após o prazo estipulado previamente no momento da assinatura do contrato de investimento.

Qual é a rentabilidade do FIDC?

A rentabilidade é um dos principais atrativos do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios. Comparado com outros investimentos em renda fixa — como Tesouro Direto, CDB, LCI e LCA — ele é tratado como mais vantajoso porque garante uma taxa de retorno maior para os cotistas envolvidos nas negociações. 

Em geral, a rentabilidade do FIDC é calculada com base na taxa CDI. Mas isso pode variar em diferentes casos e corretoras de investimentos. É possível que o fundo utilize outras taxas, como IGP-M, IPCA ou Selic. 

Antes de apostar em um fundo de investimento como esse, certifique-se de qual taxa será utilizada na rentabilidade para entender se a tendência é que ela aumente ou diminua.

A rentabilidade do FIDC também varia conforme o tipo de cota que você escolhe para investir. Esse tipo de fundo é dividido entre cotas sênior e cotas subordinadas

Apesar do que pode parecer, as cotas subordinadas podem ter uma rentabilidade maior do que as cotas sênior.

Quais são as vantagens e do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios? 

O Fundo de Investimento em Direitos Creditórios possui vantagens e desvantagens. Antes de você decidir se esse tipo de fundo corresponde com o seu perfil de investidor, vamos apresentar essas características para que, assim, você decida a partir de informações concretas e de qualidade. 

A principal vantagem do FIDC é a alta rentabilidade. Apesar de ser um fundo em renda fixa, ele em geral garante bons retornos para os cotistas sob a forma de dividendos. 

Além disso, é possível negociar os ativos do fundo no mercado secundário, ou seja, naquela parte do mercado financeiro dedicada à compra e venda de valores lançados anteriormente em uma primeira oferta pública ou privada. 

Outra grande vantagem é que os FIDC são classificados por agência de risco, deixando claro aos cotistas quais são os riscos de perda. Isso garante uma sensação de segurança para o investidor. 

E quais são as desvantagens?  

Assim como tudo no mercado financeiro de capitais, esse tipo de fundo também está sujeito a desvantagens. Antes de decidir se esse tipo de fundo corresponde com o seu perfil de investidor, saiba bem quais são e como elas podem afetar os seus investimentos. 

É possível dizer que a principal desvantagem do FIDC é ser restrito a profissionais qualificados do mercado financeiro

Além disso, esse tipo de fundo não é assegurado pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos), associação que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores, permitindo recuperar, até um limite máximo determinado, os depósitos ou créditos mantidos em instituições financeiras em caso de sua falência ou liquidação.

Uma outra desvantagem do Fundo de Investimento em Direitos Creditórios é o valor mínimo para o investimento, que é de R$ 25 mil, custo considerado alto no mercado financeiro, principalmente para aqueles investidores que estão entrando no mercado de investimentos. 

Como se trata de um fundo bastante restrito, voltado a profissionais do mercado que podem injetar nele um valor considerado alto, o FIDC possui baixa liquidez

Conclusão 

O Fundo de Investimento em Direitos Creditórios pode ser considerado complexo por conta das inúmeras características que o diferenciam dos demais fundos. Se você chegou até aqui, é muito provável que tenha entendido o que ele é, quais são os seus tipos, como funciona sua rentabilidade e quais são suas vantagens e desvantagens. 

O FIDC é um investimento em renda fixa com alta rentabilidade e baixa liquidez. Em muitos casos, esse fundo é utilizado por profissionais qualificados do mercado financeiro que procuram diversificar seus investimentos para garantir segurança na carteira. 

Se você não possui esse perfil ou se acredita que o FIDC não é uma opção para você, existem outras boas oportunidades no mercado de investimentos. Existem fundos mais simples e acessíveis que o Fundo de Investimento em Direitos Creditórios.

Agora que você já sabe o que é, que tal aprofundar seus conhecimentos? Neste texto, você encontra as principais diferenças entre Fundos de Ações e Clubes de Investimentos

Para aprender mais sobre o universo dos investimentos, não deixe de conferir o nosso Instagram e ver tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe

  • isenção imposto de renda

Como funciona a isenção no Imposto de Renda

É possível ser isento do pagamento do Imposto de Renda desde que você se enquadre em alguns critérios - mesmo investindo na Bolsa. Confira quais são eles e como solicitar a sua isenção.