Logo Akeloo Nelógica
CALCULADORA DE IR
Início » Criptomoedas » Exchanges de criptomoedas: o que são e quais as principais do mercado

Exchanges de criptomoedas: o que são e quais as principais do mercado

Entenda como as exchanges de criptomoedas funcionam e conheça as mais famosas do Brasil  

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 20/01/2022 às 21h15

Compartilhe

Exchanges de criptomoedas: o que são e quais as principais do mercado

Você já ouviu falar das exchanges de criptomoedas? Esse é o nome dado para as corretoras que têm a função de intermediar negociações entre vendedores e compradores de ativos digitais. 

Elas começaram a atuar no Brasil em 2013, quando o Bitcoin, uma das principais criptomoedas disponíveis no mercado, valia cerca de US$ 200 dólares e ainda era pouco conhecido entre os investidores. 

Com o passar dos anos,  a indústria bilionária que se formou ao redor das criptomoedas impulsionou a criação de diversas exchanges, que aprimoraram seus serviços oferecidos. 

Atualmente, uma série de empresas oferecem esse serviço com segurança e atuando de acordo com normas de órgãos públicos de controle e ao lado de grandes empresas privadas.  

Ficou curioso para saber mais sobre as exchanges? Neste texto você entenderá o que elas são, quais são as principais do mercado brasileiro e muito mais:

  • O que são exchanges de criptomoedas? 
  • Como funcionam as exchanges de criptomoedas? 
  • Quais são as principais exchanges do mercado? 
  • Quais são as vantagens das exchanges?

O que são exchanges de criptomoedas? 

Exchanges de criptomoedas são plataformas digitais que oferecem serviços como a compra, a venda e a troca de criptoativos, ou seja, ativos digitais como o Bitcoin. 

Essas plataformas oferecem um serviço prático, seguro e dentro da lei. Por conta disso, taxas são cobradas e os investidores interessados em se cadastrar nelas precisam submeter documentos de identificação

Em uma troca de criptoativos feita entre usuários, fora de uma exchange, é impossível saber as origens do dinheiro ou do ativo digital envolvido, mesmo que a operação seja lícita e correta, podendo ser considerada de origem duvidosa pela Receita Federal ou outro órgão governamental de regulamentação. 

De certa forma, as exchanges funcionam como uma instância reguladora das operações entre investidores de criptoativos. Elas certificam a segurança e a legalidade delas, evitando fraudes e atividades ilícitas. 

A Instrução Normativa RFB nº 1.888, estabelecida em 2019 pela Receita Federal, define o que são criptoativos, o que é uma exchange e a exigência de que elas produzam um relatório mensal com todos os negócios realizados.

Como funcionam as exchanges de criptomoedas? 

As exchanges de criptomoedas funcionam como mediadoras entre vendedores e compradores de ativos digitais. Além disso, elas também oferecem o serviço de custódia para os investidores que não querem manter seus ativos digitais em carteiras próprias. 

Elas são bastante parecidas com corretoras de valores comuns do mercado de investidores da bolsa de valores. 

Para utilizá-las, o usuário precisa fazer um cadastro, confirmar sua identidade, enviar recursos, comprar os ativos digitais e pagar as taxas necessárias para realizar as operações dentro da plataforma.

É importante que você saiba que cada exchange funciona como uma espécie de bolsa de valores independente. Portanto, os preços das criptomoedas variam em cada uma delas. O que determina isso é a lei da oferta e da procura. 

Tudo sobre LCI e LCA

As exchanges de criptomoedas não costumam cobrar por depósitos em reais, somente por saques e retiradas em ativos de ativos digitais. Os valores variam conforme a criptomoeda. 

Todas as informações sobre tarifas costumam estar nos sites das exchanges.

Quais são as principais exchanges do mercado? 

Agora que você já sabe o que são as exchanges de criptomoedas e como elas funcionam, chegou a hora de conhecer cinco das principais corretoras de ativos digitais que atuam no mercado brasileiro: 

Binance

A Binance é a maior exchange de criptomoedas em volume de negociações. Fundada na China em 2017, ela opera em real desde 2020, com depósitos e saques na moeda nacional do Brasil. Entre as corretoras em operação no país, é a que oferece o maior portfólio de criptomoedas.

Mercado Bitcoin

Primeira empresa a realizar transações em Bitcoin na América Latina, a Mercado Bitcoin tem grande experiência no mercado de investimentos em ativos digitais. Criada em 2013, ela negocia ativos tradicionais tokenizados, como debêntures, e até créditos de carbono. Em 2021, se tornou o primeiro unicórnio de criptomoedas do Brasil. 

Foxbit

Criada em 2014, a Foxbit é uma das empresas de criptomoedas do Brasil com mais tempo de mercado. Além de funcionar como uma plataforma de negociação de criptomoedas, ela também oferece serviços como a tokenização de ativos e soluções de pagamentos, compra e venda de Bitcoin para empresas.

Bitcoin Trade

Fundada em 2017, a Bitcoin Trade é uma das empresas mais proeminentes do mercado de investimentos em ativos digitais. A exchange possui mais de 180 mil clientes cadastrados e oferece negociações em Bitcoin, Ether, Ripple, Litecoin, Bitcoin Cash e diversas outras. Em 2021, a corretora foi comprada pela startup argentina Ripio, que atua no mercado de criptomoedas da América Latina desde 2013.

Coinext

A Coinext foi lançada em 2018 no Brasil e logo em seu primeiro ano foi a exchange que mais ganhou tração no mercado brasileiro. Ela foi criada com o objetivo de democratizar o acesso às criptomoedas.

Quais são as vantagens das exchanges? 

Investir no mercado de ativos digitais é vantajoso principalmente se você quer fazer isso com o objetivo de diversificar sua carteira de investimentos. Se esse é o seu caso, lidar com as exchanges de criptomoedas é inevitável. Ainda assim, é possível elencar as vantagens de utilizar os serviços dessas corretoras. 

O principal deles é a variedade de criptomoedas oferecidas. De acordo com a exchange que você contratar, a quantidade de criptomoedas disponíveis varia. No entanto, é certo que, ao acessar o universo dessas corretoras, você terá autonomia para escolher as criptomoedas com que quiser trabalhar. 

Apesar das exchanges cobrarem taxas por seus serviços, os valores nunca são abusivos e costumam estar de acordo com o mercado de investimentos. 

Outro ponto positivo das exchanges diz respeito ao imposto de renda. Como atua de forma muito semelhante a uma corretora tradicional, as exchanges facilitam o acesso às informações necessárias para fins de declaração. Vale ressaltar que, em relação ao IR, se o investidor vender menos do que R$ 35 mil em um mês e tem ganhos, ele está isento de tributação.

As exchanges são também consideradas mais seguras do que comprar e vender diretamente entre investidores. Elas garantem que o comprador pague o vendedor e vice-versa.

Por fim, o investimento inicial em exchanges em geral é bastante baixo. Você não precisa ser um investidor qualificado ou profissional para ter acesso ao universo das criptomoedas.

Conclusão 

O mercado de criptomoedas é bastante diverso e aberto para novos investidores. Para quem está entrando nesse universo agora, conhecer como as exchanges funcionam é fundamental para alcançar o sucesso e fazer investimentos com segurança e transparência

Exchanges de criptomoedas são plataformas digitais que oferecem serviços como a compra, a venda e a troca de ativos digitais como o Bitcoin. Elas são seguras, práticas e operam dentro da lei, de acordo com normas de órgãos públicos de regulamentação desse tipo de atividade no mercado financeiro. 

Neste texto, você conheceu cinco das principais exchanges que atuam no mercado brasileiro: Binance, Mercado Bitcoin, Foxtbit, Bitcoin Trade e Coinext. Além dessas, existem uma série de outras corretoras que podem corresponder ao seu perfil de investidor.

Entrar nesse universo requer conhecimento e muita pesquisa. Antes de investir o seu dinheiro em ativos digitais, pesquise bem a corretora com que você escolheu trabalhar

Agora que você já sabe o que são exchanges de criptomoedas e quais as principais do mercado, que tal aprofundar seus conhecimentos?  Neste texto você encontra tudo o que você precisa saber sobre o Imposto de Renda sobre criptomoedas

Para aprender mais sobre o universo dos investimentos, não deixe de conferir o nosso Instagram e ver tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe