Calculadora de IR em Bolsa
TESTE GRÁTIS
Início » Mercado Financeiro » BDR: descubra o que é e como investir nesse tipo de ação

BDR: descubra o que é e como investir nesse tipo de ação

Saiba o que é um BDR e por que ele é a forma mais simples e prática de diversificar seus investimentos no exterior

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 12/01/2021 às 17h00

Compartilhe

BDR: descubra o que é e como investir nesse tipo de ação

Recentemente o mercado brasileiro de renda variável ganhou mais uma possibilidade: os BDRs. Eles são a alternativa mais prática para o investidor que deseja diversificar os investimentos, pois através deles é possível incluir na carteira ativos negociados nas bolsas estrangeiras, inclusive nas americanas. 

Desde setembro de 2020, o investidor brasileiro consegue comprar, de forma simples e sem burocracias, ações de empresas da Alphabet (a holding que é dona do Google) e da Amazon, dentre muitas outras, diretamente no Home Broker da corretora em que já é correntista. 

Se você quer entender como os BDRs funcionam ou se quer entender quais são as vantagens e desvantagens desse investimento, é só continuar a leitura. Neste texto você vai encontrar informações como:

  • Tudo sobre BDRs — O que são? Como funcionam? Onde são negociados? Como podem ser comprados? Como funciona a cotação de um BDR? 
  • Os principais tipos de BDRs 
  • As vantagens e as desvantagens de investir em BDRs 
  • Passo a passo: como investir em BDR
  • Os BDRs são a única forma de investir no exterior?

Tudo sobre BDRs

Para você entender todos os detalhes sobre os BDRs e como eles funcionam na prática, respondemos algumas perguntas importantes a seguir. Dá uma olhada:

O que são os BDRs?

A sigla significa Brazilian Depositary Receipts (traduzido como Certificado de Depósito de Valores Mobiliários) e permite que o investidor brasileiro comum tenha acesso e poder de compra a ativos negociados em bolsas estrangeiras

Graças aos BDRs, essa negociação é feita diretamente na bolsa brasileira, o que significa que o investidor não precisa ter conta aberta em corretoras de outros países para investir nesses ativos. O processo fica, então, bem mais simplificado e acessível. 

Como funcionam? 

Os BDRs são recibos que representam ações emitidas por empresas de fora do Brasil. Dessa forma, o investidor não adquire exatamente as ações da empresa estrangeira; na verdade, ele adquire certificados que representam essas ações.

Essa negociação entre o investidor e a empresa estrangeira é feita através de instituições financeiras, chamadas de custodiantes, que possuem registro oficial junto à CVM (a Comissão de Valores Mobiliários) para realizarem a emissão e a venda de BDRs. 

Isso significa que as ações são da instituição financeira, que compra e bloqueia os papéis em um fundo de investimentos para então repassá-los ao investidor

O relacionamento com a empresa estrangeira é todo feito pela instituição que possui a custódia dos papéis e cabe a ela, inclusive, o repasse de possíveis dividendos e a divulgação das informações corporativas e financeiras das companhias. 

Também é papel da instituição financeira emitir os BDRs das ações que têm sob custódia e garantir que a quantidade de certificados comprados pelos investidores esteja de acordo com a quantidade disponível para negociação. 

Onde e como podem ser negociados?

Assim como ações comuns, os BDRs são negociados no Home Broker

Dessa forma, para negociar esse tipo de ativo, o investidor interessado só precisa possuir conta em alguma instituição financeira que tenha a permissão da CVM citada acima.

Para negociá-los basta identificar a empresa pelo ticker correspondente e emitir uma ordem de compra, especificando a quantidade que deseja comprar. 

O ticker do BDR é composto por 4 letras (que identificam a empresa) e também por dois números (que indicam o tipo de BDR; eles podem ser patrocinados ou não patrocinados).

Até 2020, apenas investidores qualificados (pessoas que possuem mais de R$ 1 milhão investidos) podiam aportar em BDRs. Felizmente as regras mudaram e hoje esse tipo de investimento está disponível para qualquer investidor

Qual a diferença entre um BDR e uma ação comum? 

Apesar de se parecerem com as ações que já conhecemos (de empresas negociadas diretamente na bolsa de valores brasileira, como Petrobrás ou Banco Itaú) e de serem negociadas através do Home Broker, os BDRs possuem algumas características específicas. 

A principal é que, ao adquirir um BDR, o investidor não possui as ações diretamente; entre ele e a empresa existe uma instituição financeira que é a verdadeira dona das ações, mas que repassa a ele o direito de possuir os ativos na carteira. 

Dessa forma, o investidor não se torna sócio da empresa, já que essa relação é terceirizada pela instituição financeira escolhida. 

Outra diferença é que os BDRs podem ser negociados em lotes mínimos de 10 unidades, ao contrário das ações comuns, que possuem lotes mínimos de 100 unidades (mas podem ser negociadas em quantidades menores através do mercado fracionário). 

Como funciona a cotação de um BDR? 

Por ser um ativo de renda variável negociado na bolsa de valores, essa classe de ativos também está sujeita à volatilidade constante do mercado financeiro

Se você já investe em ações, sabe que esse tipo de investimento é de alto risco, além de ser bastante imprevisível: até as menores movimentações políticas, sociais e econômicas podem impactar diretamente no preço desses ativos. 

Justamente por serem ativos de renda variável é que os BDRs também apresentam essas características: as cotações se movem de acordo com resultados e perspectivas tanto das empresas emissoras das ações quanto das instituições responsáveis pela emissão dos BDRs. 

Além disso, os movimentos de mercado também podem interferir bastante nessa cotação. 

Outro ponto importante é que, por serem empresas estrangeiras, esses ativos são negociados em outras moedas que não o real

Apesar de as instituições financeiras venderem esses certificados em reais (fazendo, portanto, a conversão de acordo com a cotação diária), os valores oscilam o tempo todo, principalmente agora que nossa moeda, por diversos motivos, está bastante desvalorizada frente ao dólar. 

Os principais tipos de BDRs

Os Brazilian Depositary Receipts são classificados em 2 tipos diferentes: os patrocinados e os não patrocinados. 

Essa divisão é feita de acordo com a forma como os BDRs são trazidos para negociação dentro da bolsa de valores brasileira. 

Entenda a diferença: 

BDRs patrocinados

Os chamados BDRS patrocinados são aqueles em que há influência direta da empresa emissora dos papéis (a empresa estrangeira, no caso) na disponibilização desses ativos no mercado brasileiro. 

Esse tipo de interferência acontece quando a companhia têm interesses específicos e busca ativamente, por diversos motivos, expandir sua presença no Brasil

Nesses casos, não é incomum que a própria empresa contrate uma instituição financeira a fim de agilizar o processo de custódia e de repasse dos ativos aos investidores interessados. 

BDRs não patrocinados 

Ao contrário dos BDRs patrocinados, os não patrocinados ocorrem quando a empresa emissora não tem interesse em participar diretamente do processo

Nesse caso, a instituição financeira é a única responsável pelo lançamento e pela venda dos certificados na bolsa. 

Hoje, a maioria dos BDRs disponíveis na B3 não são patrocinados e cabe à instituição financeira divulgar e repassar aos investidores as informações e resultados mais relevantes aos investidores detentores dos certificados.  

As vantagens e as desvantagens dos BDRs 

Como em todo investimento, os BDRs possuem vantagens e desvantagens. Confira algumas a seguir: 

Vantagens de investir em um BDR

  • Os BDRs são a forma mais fácil e prática de se investir no exterior. Como não é necessário abrir conta em corretoras estrangeiras, já que esses ativos são negociados na bolsa brasileira, o processo é bem menos burocrático. 
  • É uma ótima forma de diversificar os ativos da carteira. Com o dólar cada vez mais valorizado frente ao real, pode ser muito interessante manter ativos lastreados a essa moeda, já que ter uma boa variedade de ativos protege a carteira de quedas e de desvalorizações expressivas. 
  • Os rendimentos de renda variável são maiores que os de renda fixa. Com os juros brasileiros em sua mínima histórica, o investidor que deseja retornos acima do CDI precisa possuir pelo menos uma parte de sua carteira alocada em renda variável. Essa porcentagem pode ser dividida entre ativos brasileiros e ativos estrangeiros, aumentando as possibilidades de lucro.
  • Maior exposição aos mercados estrangeiros. Através dos BDRs, o investidor brasileiro pode se expor a diversos mercados pelo mundo todo, aproveitando um pouco de todas as valorizações econômicas individuais dos países. 

Desvantagens de investir em um BDR

  • Por estarem atreladas às ações, os BDRs são ativos de risco. Isso significa que, devido à alta volatilidade que apresentam, os preços podem variar muito de acordo com os movimentos de mercados, que são extremamente sintomáticos e representam o medo ou a confiança dos investidores a cada acontecimento, seja a nível nacional ou mundial.   
  • Os BDRs podem apresentar uma baixa liquidez, uma vez que esses certificados ainda são novidade para os investidores não-qualificados (provavelmente a maioria ainda não teve tempo ou interesse em pesquisar melhor sobre como esses ativos funcionam). Isso significa que pode ser difícil para o investidor se desfazer desses papéis, uma vez que a procura por eles ainda é baixa.   
  • A tributação não é favorável ao investidor, uma vez que 15% das vendas com lucro são recolhidas como imposto de renda sobre ganho de capital. 
  • Existem alguns custos extras para sustentar essa negociação. Como o investidor depende da instituição financeira para ter acesso a esse ativo, existem algumas cobranças, como a retenção de 5% do valor dos dividendos distribuídos pela empresa emissora. 

Passo a passo: como comprar BDRs

Comprar um BDR é bem simples, já que agora todo investidor tem acesso a essa possibilidade. 

Cada corretora possui um Home Broker diferente, então alguns detalhes podem ser diferentes. 

No geral, funciona assim: 

  1. Se você ainda não for correntista de uma corretora, escolha uma que seja do seu interesse e inicie o processo para abrir uma conta. Nesse processo, é obrigatório fazer o teste para descobrir qual seu perfil de investidor
  2. Depois de ter a conta aprovada, transfira seu capital para sua nova conta. 
  3. Entre no home broker e escolha, através do código de operação, o BDR que você deseja comprar. 
  4. Após escolher a quantidade e conferir o valor final, clique em “comprar”. 
  5. Após concluir essa operação você terá emitido uma ordem de compra para esse ativo, que será compensada da sua conta e passará a constar em sua carteira de investimentos em 3 dias, aproximadamente.

Os BDRs são a única forma de investir no exterior? 

Apesar de serem a forma mais prática de investir em empresas estrangeiras e de diversificar a carteira com ativos variados, os BDRs não são a única forma de investir fora do Brasil.

Outra opção são os fundos de investimentos internacionais que aloquem os recursos em reservas cambiais e de ouro, diretamente em ações de empresas estrangeiras ou até mesmo em cotas de outros fundos que possuem lastro no exterior.  

Conclusão 

Os BDRs são certificados que representam as ações de empresas estrangeiras, mas que são negociadas através de instituições financeiras brasileiras. 

Uma das principais vantagens desse investimento é a praticidade em alocar recursos no exterior, aumentando significativamente a diversificação da carteira. Por outro lado, são ativos de risco, por isso é muito importante considerar o perfil de investidor antes de qualquer decisão. 

Para aprender ainda mais sobre o universo dos investimentos, não deixe de conferir o nosso Instagram e ver tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Compartilhe

  • investimentos aposentadoria

Investimentos para aposentadoria: conheça os melhores

Investir para a sua aposentadoria exige um bom planejamento e escolhas corretas para ter rentabilidade no longo prazo com segurança. Aprenda quais são as melhores opções para construir uma estratégia para um futuro sem preocupações financeiras.