Calculadora de IR em Bolsa
TESTE GRÁTIS
Início » Mercado Financeiro » O que são Ativos Alternativos e como começar a investir 

O que são Ativos Alternativos e como começar a investir 

Conheça melhor os ativos alternativos e entenda como eles podem compor sua carteira de investimentos

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 6/09/2021 às 13h57

Compartilhe

O que são Ativos Alternativos e como começar a investir 

Se você está à procura de investimentos com alta liquidez e uma margem de risco diferente das previstas para as ações, as moedas e a renda fixa, a melhor opção são os chamados ativos alternativos

Eles são investimentos que operam fora do mercado tradicional, normalmente ligados à economia real, geram uma liquidez maior do que aplicações de risco similar e o retorno não está atrelado ao desempenho de ações ou títulos. 

O seu grande e maior atrativo é o rendimento superior à renda fixa tradicional.

Não sabe do que estamos falando? Calma, não se preocupe. Depois de ler esse texto, você vai entender o que são esses ativos, como eles operam, qual a maneira correta de investir neles e muito mais:

  • O que são ativos alternativos?
  • Como os ativos alternativos funcionam?
  • Quais são os principais ativos alternativos disponíveis no mercado? 
  • Como começar a investir em ativos alternativos? 
  • Quais são as vantagens em investir em ativos alternativos?

O que são ativos alternativos?

Se você já conhece o mercado financeiro, sabe que os ativos tradicionais são ações, títulos e depósitos remunerados. Para além dessas três categorias, está o que chamamos de ativos alternativos.

Esses investimentos operam fora do mercado tradicional e não estão associados à renda fixa, apesar de serem ligados à economia real. Em geral, eles possuem alta liquidez e apresentam risco similar aos de investimentos tradicionais — em alguns casos, o risco é até menor. 

Alguns dos ativos considerados alternativos já estão disponíveis no mercado há bastante tempo e são conhecidos entre os investidores mais experientes. Há também ativos relativamente novos que estão em expansão de acordo com a crescente demanda dos setores financeiros. 

Portanto, esse tipo de ativo não é uma novidade. No entanto, eles sempre estiveram disponíveis apenas para investidores institucionais ou aqueles com alto patrimônio líquido.

Com a democratização do mercado financeiro, os investidores desenvolveram o interesse em diversificar seus investimentos. Assim, os ativos alternativos se tornaram um grande atrativo, já que apresentam pouca relação com o mercado financeiro tradicional, diminuindo o risco geral de uma carteira de investimentos.

Como os ativos alternativos funcionam? 

Por conta de sua natureza diversa, os ativos alternativos não são comercializados de acordo com um padrão específico de mercado, como as ações. 

Existem investidores que aplicam o dinheiro diretamente em projetos e empresas, enquanto outros fazem isso através de fundos de investimento

Outra característica importante dos ativos alternativos é a ausência na listagem em grandes mercados, como na bolsa de valores. 

Além disso, o emissor não possui o mesmo nível de profundidade dos balanços e análises contábeis por conta do estágio inicial do projeto ou empresa e pelo maior grau de incerteza no modelo de negócio com o qual ele se identifica. 

Quais são os principais ativos alternativos disponíveis no mercado? 

Existem múltiplos ativos alternativos disponíveis no mercado. Abaixo, você encontra os principais e mais populares:

Ativos físicos 

Ativos físicos são aqueles que existem de fato, ou seja, fisicamente. Em geral, são patrimônios como imóveis, rodovias, pedras preciosas, máquinas e etc. 

Venture Capital

Venture Capital se refere a empresas de até médio porte que possuem alto potencial de crescimento, mas, por serem muito novas, têm um faturamento baixo. 

Os investidores que optam por esse investimento não apenas procuram injetar capital no negócio, mas também influenciar sua gestão, com o objetivo de contribuir para seu crescimento.

Recebíveis

Como o próprio nome indica, os ativos Recebíveis são aqueles que o dono tem um determinado valor para receber. Isso acontece em títulos de dívida, contratos de energia, títulos de consórcio e etc. 

Private Equity 

O Private Equity é um tipo de investimento feito de forma privada e no qual o investidor aporta seu capital diretamente em empresas com potencial de crescimento a médio e longo prazo, com o objetivo de lucrar com uma futura venda.

 Essa aplicação pode ser feita diretamente por empresas, instituições, fundos de investimentos e investidores individuais. 

Quais são as vantagens em investir em ativos alternativos?

Antes de começar a investir em ativos alternativos, é necessário que você conheça muito bem o projeto em que pretende injetar o seu capital. Não é nada vantajoso sair da sua zona de conforto em troca de um ganho relativamente baixo. 

Em comparação às ações listadas em bolsa, os ativos alternativos em geral oferecem um maior potencial de retorno. Dessa forma, ele funciona principalmente como uma oportunidade para os investidores diversificarem a carteira de investimento.

Como eles não estão relacionados com o mercado tradicional, os ativos alternativos podem gerar uma liquidez maior. Eles também possuem benefícios fiscais de acordo com a legislação vigente em cada país. 

No passado, esses investimentos alternativos eram restritos a profissionais do meio financeiro. Eles eram caros e, para adquiri-los, era necessário aplicar uma grande quantia em dinheiro.

Atualmente, diversas plataformas digitais conseguiram começar a oferecer essas oportunidades de negócio a pessoas físicas. A tecnologia permitiu que, usando ativos digitais, elas podem oferecer pequenos pedaços desses ativos aos investidores, mantendo o retorno esperado.

A importância da diversificação de investimentos 

No mercado financeiro, diversificar os investimentos é um dos maiores segredos para obter sucesso. Os investidores precisam ter em mente que uma carteira diversa é sinônimo de segurança e maior liquidez. Por isso, é comum investir em ativos tradicionais, como ações, títulos e depósitos remunerados. Afinal, eles são os mais conhecidos e usados pelos investidores. 

Para além deles, estão os ativos alternativos que operam fora do mercado tradicional e não estão associados à renda fixa, apesar de serem ligados à economia real. Eles possuem alta liquidez e apresentam risco similar ou menor em comparação aos investimentos tradicionais. 

Conclusão

O investimento nesses ativos pode ser feito de forma direta ou por meio de fundos de investimento. Vale lembrar que eles não estão listados em grandes mercados, como na bolsa de valores.

Antes de investir neles, é bom que você saiba quais são os tipos de ativos alternativos disponíveis no mercado. Os principais são: ativos físicos (móveis, rodovias, pedras preciosas, máquinas e etc.); Venture Capital (empresas de até médio porte que possuem alto potencial de crescimento); Recebíveis (títulos de dívida, contratos de energia, títulos de consórcio e etc.); e Private Equity (investimento feito de forma privada e no qual o investidor aporta seu capital diretamente em empresas com potencial de crescimento a médio e longo prazo).

Agora que você já sabe o que são ativos alternativos e como começar a investir neles, que tal aprender um pouco mais sobre o mercado de investimentos. Este texto traz um guia completo da renda variável.

Para aprender mais sobre o universo dos investimentos, não deixe de conferir o nosso Instagram e ver tudo que a Akeloo tem para te oferecer!

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe