Calculadora de IR em Bolsa
CALCULADORA DE IR
Início » Mercado Financeiro » Principais fatores de análise de investimentos: rentabilidade, liquidez e segurança

Principais fatores de análise de investimentos: rentabilidade, liquidez e segurança

Por Equipe Akeloo

Publicado em: 27/10/2021 às 14h30

Compartilhe

Principais fatores de análise de investimentos: rentabilidade, liquidez e segurança

Uma dúvida muito comum entre novos investidores é descobrir qual a melhor maneira de investir. Saber se um projeto é viável, qual negociação trará mais retorno e quando um investimento será recuperado são questões que podem gerar insegurança em iniciantes.

Por isso, é fundamental fazer uma análise de investimentos que irá responder a essas perguntas e trazer muito mais segurança aos seus negócios. Afinal, uma análise bem feita permitirá que você aplique dinheiro nos produtos que trarão os melhores rendimentos.

Mas como fazer isso? Em primeiro lugar, é preciso entender quais são os principais fatores de análise de investimentos e como eles funcionam. Pensando nisso, preparamos este artigo para tirar todas as suas dúvidas a respeito desse assunto. Veja os tópicos que serão abordados:

  • O que é uma análise de investimentos?
  • Os 3 fatores de análise de investimentos
  • Conceitos básicos para fazer a análise de investimentos
  • Principais métodos de análise de investimentos

O que é uma análise de investimentos?

Antes de mais nada, é importante entender o que é uma análise de investimentos. Para quem ainda não está familiarizado, trata-se de uma avaliação que aplica técnicas financeiras e contábeis, visando identificar a viabilidade da alocação de recursos em determinado projeto ou momento.

Para que a análise seja bem feita, é necessário levar em consideração os riscos econômicos e mercadológicos envolvidos no projeto. Assim, pode-se estimar se o retorno será positivo ou negativo e também criar estratégias para lidar com possíveis contratempos e alcançar maiores lucros.

Por isso, a utilização dos métodos corretos é fundamental para que o investidor possa entender a saúde financeira da empresa e tomar as melhores decisões. Em caso de investidores que são pessoa física, a análise de investimento ajuda a avaliar se determinado investimento está alinhado aos seus objetivos e necessidades.

O tripé financeiro

Conhecido como o tripé dos investimentos, o tripé financeiro é um conceito disseminado no mercado que ajuda os investidores a entenderem as principais características de cada investimento e avaliarem se ele é vantajoso.

O tripé financeiro é formado por três fatores de análise de investimentos: rentabilidade, liquidez e segurança. Falaremos sobre eles abaixo.

 Os 3 fatores de análise de investimentos

Depois de entender a importância da análise de investimentos, saiba mais sobre os fatores que devem ser levados em consideração antes de investir o seu dinheiro.

Rentabilidade

Um dos fatores mais importantes a se considerar é a rentabilidade de um ativo. Isso porque quem prefere investir o seu dinheiro, em vez de deixá-lo em uma poupança, por exemplo, espera receber um retorno significativo. Logo, saber qual o rendimento previsto é primordial.

Neste ponto, vale lembrar que existem investimentos prefixados, que oferecem percentuais de rentabilidade pré-definidos, e investimentos pós-fixados, em que a rentabilidade está atrelada ao desempenho de determinado indicador econômico.

Além disso, também há as ações negociadas na bolsa de valores, cujo desempenho dependerá de inúmeros fatores.

Embora ativos que ofereçam maior rentabilidade sejam mais atraentes aos investidores, é importante considerar a rentabilidade em conjunto com o risco do ativo e sua liquidez.

Assim, costuma ser recomendado aos iniciantes que optem pelos fundos de investimentos, que têm patrimônio gerenciado por profissionais e políticas que indicam em quais segmentos o dinheiro será alocado, fornecendo ao investidor uma noção tanto dos riscos quanto dos rendimentos. 

Liquidez

A liquidez significa a capacidade de converter em dinheiro uma aplicação comprada, considerando a dificuldade de se desfazer de um investimento sem prejudicar a rentabilidade e o tempo que será levado para isso.

Quando um determinado ativo não recebe muitas ofertas, isso significa que sua liquidez está baixa, o que pode atrapalhar os seus objetivos de lucro ao vendê-la. Por isso, é importante considerar o nível de liquidez do ativo escolhido e determinar se ele está alinhado aos seus planos, evitando o risco de ter prejuízos ao precisar se desfazer dele.

No entanto, uma alta liquidez não deve ser o único critério na hora de escolher um investimento — você provavelmente não terá o retorno esperado. Um exemplo disso é o Tesouro Selic. Apesar da alta liquidez, atualmente apresenta uma taxa muito baixa de rentabilidade, devido aos cortes na taxa básica de juros. 

Outro ponto a se atentar é o tempo para o vencimento de uma aplicação. As Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), por exemplo, são os títulos de renda fixa com a menor liquidez, o que aumenta muito o risco de prejuízo no caso de ter que vendê-las antes de seu vencimento.

Assim, para que o investimento seja revertido em dinheiro é necessário aguardar o prazo do vencimento, cujo tempo mínimo é de 90 dias. Para quem procura por mais flexibilidade, ou pretende atuar como day trade, as LCIs não seriam uma opção interessante.

Segurança

O último fator do tripé é a segurança do investimento, que envolve questões como a composição do ativo, o patrimônio do investidor, o que será afetado com a inclusão de determinado ativo na carteira e o risco atrelado.

Obviamente, não existe investimento sem riscos. No entanto, há aqueles que são mais ou menos arriscados. Por isso, é necessário definir qual o seu perfil de investidor e qual risco está disposto a assumir para alcançar seus objetivos antes de escolher um ativo que combine com o que você procura.

O investidor que conhece bem o seu perfil, ou seja, que sabe qual a intensidade da sua aversão ao risco e o quanto está disposto a se expor a ele no momento saberá dosar com maior ponderação a exposição do seu patrimônio ao fazer investimentos. Afinal, a exposição ao risco também influencia a rentabilidade. Investimentos com maiores riscos de perda costumam oferecer as possibilidades de maiores retornos.

Conceitos básicos para fazer a análise de investimentos

Agora que você conheceu os três principais fatores de análise de investimentos, é hora de saber que há dois conceitos básicos que devem ser aplicados nos métodos de avaliação: o fluxo de caixa e a taxa mínima de atratividade (TMA).

Fluxo de caixa

É a medida da diferença entre as entradas e saídas financeiras. É necessário desprezar os valores contábeis, como depreciação e amortização, para obtê-lo.

Taxa mínima de atratividade (TMA)

Trata-se do menor percentual que determinado investimento deve retornar para que ele seja considerado viável. A TMA depende de fatores externos como:

  • Índice SELIC;
  • Tempo de aplicação;
  • liquidez desejada;
  • Risco que se está disposto a assumir.

Principais métodos de análise de investimentos

Existem inúmeros métodos que são empregados pelos especialistas na hora de fazer uma boa análise de investimentos. Citaremos brevemente os principais:

  • Payback: corresponde ao tempo que o investimento inicial deverá ser recuperado;
  • Valor Presente Líquido (VPL): representa quanto vale o patrimônio em determinado momento;
  • Taxa Interna de Retorno (TIR): corresponde à taxa de retorno esperada pelo investimento realizado;
  • Índice de Lucratividade: determina se há e qual é o lucro do projeto;
  • Ponto de Fisher: compara dois ou mais projetos para determinar qual é o mais viável.

Conclusão

Como você viu, conhecer os fatores de análise de investimentos é fundamental no momento de escolher em qual ativo investir, sempre levando em consideração um equilíbrio entre o tripé financeiro e o seu perfil de investidor.

Para saber como fazer uma boa avaliação do mercado e definir as melhores oportunidades de negócio, não deixe de ler o e-book Análise Fundamentalista – um guia e aprenda a usar os principais indicadores para avaliar uma ação.

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail

Não se preocupe, não enviamos spam.

Compartilhe